(67) 99826-0686
ALMS NOVEMBRO/ DEZEMBRO

Agetran diz que 'ainda não sabe' da investigação contra fiscais de terminais de ônibus

Ambulantes denunciaram que pagam em torno de R$ 150 de propina para 'não serem incomodados'

9 NOV 2018
Celso Bejarano
11h15min
Foto: TopMidiaNews/Arquivo

O comando da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) informou por meio da assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande que ainda não foi notificada sobre o procedimento instaurado pelo MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso) para investigar fiscais da instituição que estariam cobrando propina de ambulantes que atuam nos oito terminais de ônibus da cidade.

De acordo com a denúncia, a propina girava em torno de R$ 150 e, em troca, os fiscais da Agetran, estariam “aliviando” as inspeções nos terminais. Em janeiro do ano passado, a prefeitura promoveu sorteio que garantiram a permanência de ambulantes nos terminais, em torno de 140. 

Por regra, assim que o MP-MS começa a investigação, paralelamente, o município teria de instaurar uma sindicância para também apurar o caso.

A investigação é conduzida pela 31ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de Campo Grande desde a terça-feira passada (6), conforme publicação no Diário Oficial do MP-MS.

 

 

 

Veja também