TJMS CIJUS
vivi
(67) 99826-0686

Campanha Antimosquito deve combater casos de dengue, febre Chikungunya e zika virus

Os casos de pessoas vítimas de dengue aumentaram em 100% de janeiro a novembro de 2016

10 JAN 2017
Dany Nascimento
10h00min
Foto: Geovanni Gomes

A Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) lançou na manhã desta terça-feira (10), a campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti, denominada Liga Antimosquito, que terá o apoio de mais de 6 mil empresas, que devem organizar ações internas, com objetivo de diminuir o número de casos de dengue, febre Chikungunya e zika virus.

Oficialmente, a campanha terá início a partir de amanhã (11) e conforme a associação, segue por tempo indeterminado. As empresas interessadas em aderir a campanha, devem se cadastrar através do site da Associação (www.acicg.com.br), que proporciona o download do material de apoio.

De acordo com dados da Sesau (Secretaria municipal de Saúde Pública), foi comprovado que os casos de dengue aumentaram 93,77% de janeiro a novembro de 2016. O prefeito Marquinhos Trad (PSD) participou do lançamento da campanha e confirmou a participação da prefeitura na campanha, demonstrando que chegou o momento de caminhar de 'mãos dadas para impedir o falecimento da Capital'.

"Quando as eleições acabaram, eu vim até a Associação e disse aqui que chegou o momento de ter união para impedir o falecimento de Campo Grande. A gestão anterior caminhava sozinha. era um corpo solitário e o resultado está ai, praticamente tivemos um aumento de 100% de dengue por consequência desse trabalho individual. Chegou o momento de nos conscientizar e de nos unir, iniciamos a gestão com três carros fumacê, agora temos seis carros na cidade, temos um batalhão de 1.500 agentes de saúde, mas não adianta ter tudo isso nas mãos, se cada um não fizer a sua parte", diz o prefeito.

O presidente da ACICG, João Carlos Polidoro destaca que as empresas abraçaram a causa e devem colaborar com o método de prevenção. "As empresas querem colaborar e utilizando o método de prevenção, teremos um avanço muito grande. Se um funcionário falta em uma empresa vítima de dengue, a empresa perde, porque produz menos e assim queremos colaborar para que ninguém sofra com a dengue. Queremos atingir 6.300 associados, que devem levar isso para suas casas, para a sua região, ajudando Campo Grande".

O senador Pedro Chaves (PSC) também compareceu ao evento e ressaltou que é essencial levar a campanha ao conhecimento das crianças. "Eu sou educador, estou como senador, mas sou educador e sei que o importante é começar lá de baixo, porque levando isso para as crianças, os pais são impedidos de não se importar com certas situações. As crianças exigem que seja feito o correto e eu vou conversar com a secretária de educação do Estado e sugerir que isso chegue até as crianças".

Veja também