(67) 99826-0686
Câmara - Novembro

Com a Clínica da Família, Capital se torna referência em atendimento de saúde no país

Membros da Organização Panamericana de Saúde (Opas) e do Ministério da Saúde estão em Campo Grande para conhecer modelos de atendimento que estão dando certo

8 NOV 2018
Kerolyn Araújo e Rodson Willyans
14h11min
Foto: Rodson Willyans

O prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) recebeu, na manhã desta quinta-feira (8), membros da Organização Panamericana de Saúde (Opas) e do Ministério da Saúde na prefeitura. Eles vieram conhecer como funciona o sistema implantado na Clínica da Família, que está se tornando referência em atendimento no país. 

Membros da Opas e do Ministério da Saúde estão percorrendo quatro Capitais: Distrito Federal, Teresina, Porto Alegre e Campo Grande. Em cada um desses lugares eles buscam conhecer modelos que apresentam inovação na atenção da saúde básica para serem implantados em outras cidades do país. Na Capital sul-mato-grossense, o carro-chefe é a Clínica da Família, inaugurada em agosto no bairro Nova Lima.

Segundo Antônio Ribas, Construtor em Recursos Humanos da Opas, Campo Grande apresenta investimentos em tecnologia e capacitação. Ele deu o exemplo do prontuário eletrônico, implantado na Clínica da Família. ''O município pode expadir para outras unidades de saúde para oferecer um melhor atendimento", disse.

Para Marquinhos, o reconhecimento no investimento em saúde já é reconhecido pelos campo-grandenses. ''Estão copiando um modelo que nasceu em campo Grande. Os investimentos estão sendo positivos, uma vez que o município está fazendo uma nova leitura na apresentação dos serviços. Os campo-grandenses já perceberam a nova forma de atendimento", ressaltou.

Segundo o Secretario Municipal de Saúde, Marcelo Vilela, Campo Grande conta com 60% de cobertura da atenção da saúde básica. Até 2020, o município quer elevar esse número para 70%. 

Veja também