novoengenho - policia
Top Midia Paineis publicitarios Ltda
(67) 99826-0686
Novoenggnho - Procon

Família aguarda laudo que apontará se adolescente morreu de overdose em escola

Consumo de álcool e drogas nas dependências da escola seria rotina, conforme relato de alunos

17 JUN 2018
Kerolyn Araújo
07h00min
Foto: Arquivo/Geovanni Gomes

A família do adolescente Yuri Magalhães, 15 anos, que morreu na madrugada do dia 30 de maio após passar mal na Escola Estadual Amando de Oliveira, na Vila Piratininga, aguarda o laudo necroscópico que apontará a causa da morte do menor. A suspeita é de overdose.

Conforme uma cunhada do menor, existe a informação de que Yuri teria ingerido bebida alcoólica e cocaína dentro da sala de aula, porém a família não sabe se o boato é verdade. ''Ele era um menino tranquilo, não saía de casa a não ser para ir à escola. Estamos aguardando o laudo sair. Se confirmar que foi overdose, vamos tomar as medidas necessárias", disse.

Segundo a cunhada de Yuri, vários alunos comentaram que o que ocorreu é um caso frequente na escola e que professores já chegaram a ver alunos usando drogas nas dependências do local e nunca falaram nada. ''Se isso aconteceu dentro da escola é responsabilidade deles. A família nunca foi alertada sobre esse comportamento".

O laudo que apontará a causa da morte de Yuri deverá ficar pronto em um prazo de 20 a 30 dias.

Em contato com o TopMídiaNews, a Secretaria de Estado de Educação (SED) informou que o "aluno, menor, da Escola Estadual Armando de Oliveira, passou mal no fim do período vespertino, enquanto copiava matéria.  No mesmo momento, a Escola chamou uma ambulância que o levou à Santa Casa".

"A Escola prestou todo o suporte ao estudante a à família. Infelizmente o estudante veio a óbito às 2h da manhã. Um laudo médico sobre a causa mortis será entregue à família".

Em nota, a Secretaria destaca ainda que "não há denúncia ou qualquer evidência do consumo de drogas pelo estudante".

Veja também