FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Lets segurança

Familia de adolescente morto por PM irá fazer passeata por Justiça

Jovem de 17 anos foi baleado após confusão em baile funk

16 JUN 2017
Airton Raes
11h18min
Foto: Reprodução Facebook

A Família de Luiz Junior Souza, de 17 anos, irá fazer passeata neste sábado, 17 de junho, no bairro Pioneiro para que ocorra justiça com o assassinato do jovem. O adolescente foi baleado por um policial militar em 10 de junho após uma confusão em um baile funk, na Chácara da República, no Bairro Jardim Monte Alegre, em Campo Grande.

A irmã da vítima, Jessica Samantha de Souza, a intenção da passeata é sensibilizar as autoridades para que o caso não caia no esquecimento e que o policial receba a punição devida. Ela também informou que até o momento a polícia não deu nenhuma informação para ela sobre o caso. “Nos aconselharam a procurar um advogado. Todas as informações  eles iriam passar pelo advogado. Mas devido o feriado isso ainda não foi possível”.

Jessica também informou que a família tem sido intimidada por pessoas não identificadas para que desistam da investigação do homicídio do irmão. “Por se tratar de um policial, temos medo que o crime não seja investigado. Falaram que iriam mandar um investigador aqui, mas ninguém veio. Temos sido intimidados”, afirmou.

Luiz Júnior foi atingido no pescoço e morreu na esquina das ruas da Divisão com Eva Peron. O projétil foi localizado embaixo do corpo. O policial estava trabalhando como segurança na casa de shows.  Conforme o advogado de defesa do policial, Amilton Ferreira de Almeida, seu cliente continua dizendo que só atirou após supostamente o adolescente ter atirado pelo menos duas vezes contra o militar que teria revidado e um disparo acabou atingindo o pescoço de Luiz que morreu no local.

Veja também