re9
lalu kids
(67) 99826-0686

Feira do Empreendedor Mirim acontece na quarta-feira em Campo Grande

Na Feira, os mirins vão apresentar suas empresas e vender, simbolicamente, os produtos que criaram

27 NOV 2016
Vinícius Squinelo
15h50min

O Instituto Mirim de Campo Grande realiza na próxima quarta-feira (30) a 4º Feira do Empreendedor Mirim que irá expor os trabalhos produzidos pelos mirins nas oficinas de empreendedorismo. A Feira com o tema “O Empreendedorismo Tecnológico” terá a exposição de empresas e produtos desenvolvidos por mais de 450 adolescentes, com foco na tecnologia. A abertura acontece às 14 horas na Unidade Centro do Instituto Mirim. 

Nas oficinas, os mirins receberam noções de empreendedorismo para transformar uma ideia em negócio de sucesso. A quarta edição da feira foi pensada para envolver alunos e professores em um trabalho interdisciplinar, ou seja, reuniu todos os professores e habilidades desenvolvidas ao longo do ano em atividades. Serão premiados os três melhores trabalhos.

De acordo com a diretora-presidente do Instituto Mirim, Liliam Veronese, desde o ano passado dentro do projeto Empreendedor Mirim, os jovens são incentivados à cultura correta do descarte do lixo eletrônico. Desde então já foi arrecadado em torno de 6 toneladas desse tipo de lixo. “Os nossos jovens têm como desafio pensar em produto que utilize o lixo eletrônico transformando-o em algo útil”, destaca.

Os adolescentes prepararam 18 trabalhos, sendo um projeto por turma. Quem visitar a Feira vai encontrar projeto criativos , entre eles aplicativos, máquina de absorvente, mesa de pinball, porta treco carregador, entre outros. “São produtos inovadores, feitos a partir de lixo eletrônico entre outros materiais, que vão surpreender a todos”, avalia Liliam. Para essa tarefa, os mirins contaram com o apoio dos professores, mas com liberdade total para expor a sua criatividade e inovar. 

A professora Bruna Ramos Almeida, explica que o projeto Empreendedor Mirim permite que os jovens vivenciem a realidade de uma empresa entendendo a sua funcionalidade como um todo. Com o objetivo de explorar sua criatividade e criar necessidade do mercado. “Todos são incentivados para que sejam criativos e inovadores”, completa. 

Produtos 
Na Feira, os mirins vão apresentar suas empresas e vender, simbolicamente, os produtos que criaram. Entre os produtos estará em exposição uma máquina que armazena absorvente higiênico e que pode ser colocado em um banheiro e que poderá ser comprado com moeda, utilizando uma máquina de contador de moedas. O produto foi feito com uma estrutura utilizando um gabinete de computador oriundo de descarte, sistema com molas e canos de PVC para organização dos adsorventes dentro da caixa e máquina de moeda retirada de máquina caça-níqueis de apreensão.

Para desenvolver esse produto, o adolescente Halisson Vitor Pinto Alves, de 16 anos, explica que pensou em uma máquina que pudesse armazenar absorventes em diversos locais públicos. “Pensamos em empresas, escolas, comércio que disponibilizam banheiros femininos. Esse produto me ajuda a ter uma visão ampla do mercado de trabalho, pensar novas formas de suprir as necessidades das pessoas, neste caso das mulheres”, comentou.

Veja também