(67) 99826-0686

Mães perdem tempo em Secretaria e ficam sem saber de vagas para crianças em Ceinfs

Isso sem contar a falta crônica de vagas para os filhos em Campo Grande

13 FEV 2017
Vinicius Squinelo
18h50min
Foto: Geovanni Gomes

Além da falta de vagas para os filhos ficarem nos Ceinfs (Centro  de Educação Infantil), as mães e responsáveis por crianças também enfrentam a falta de informações e o atendimento precário na Semed (Secretaria Municipal de Educação). O problema é conseguir saber a designação de onde seus filhos ficarão neste ano.

A reclamação é que além de fazer o cadastramento pelo site, apesar de o site da secretaria informar que é possível fazer a consulta de qual Ceinf a criança vai ficar, apenas ligando na Semed, a maioria não consegue e quem vai até o local, sequer consegue serem atendidas.

Mãe de duas crianças, Karem, que é moradora no Santa Carmélia está há um ano esperando vaga para a filha de tres anos. A última vez que conseguiu consultar, foi informada que havia 34 crianças "na frente". "E pelo número que tentamos ligar nunca consegue, como uma amiga minha foi lá na Semed ver a vaga, eu ia também, mas ela chegou e nem conseguiu ser atendida, não deram senha nem nada, então eu nem vou porque são três ônibus para chegar até lá, e o dinheiro do passe faz diferença para mim", explica a mãe.

Karem está terminando um curso profissionalizante e trabalha fazendo bicos. "Quando eu tenho que trabalhar eu levo a menor comigo, mas preciso de um emprego fixo, e não é todo lugar que podemos levar as crianças".

Bruna, perdeu a viagem. Foi até a Semed e sequer conseguiu ser atendida. "Não me deram senha nem nada, só falaram que iam me ligar. "Só falam que vão ligar para informar, estou tentando vaga desde o ano passado e sempre que consigo falar lá, minha filha está em sexto lugar. Esse ano achei que teria a vaga, mas até agora nada, e eu preciso trabalhar", conta ela que tem uma filha de dois anos e sete meses.

A reportagem questionou a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, porém não foram enviadas as informações até o fechamento da matéria. 

Geovanni Gomes

Veja também