TJMS - Setembro
(67) 99826-0686

Ministério Público determina o fim do Carnaval na Esplanada Ferroviária

Outros eventos com grande concentração de pessoas também podem ser proibidos

14 SET 2018
Amanda Amaral, com MPMS
17h46min
Foto: André de Abreu

O Carnaval e outros eventos do tipo na região da Esplanada Ferroviária, em Campo Grande, podem não mais acontecer. O pedido é do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da 26ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, após reunião realizada nesta sexta-feira (14). 

A Promotora de Justiça Luz Marina Borges Maciel Pinheiro, instaurou o Inquérito Civil n. 06.2018.00002267-5 a fim de apurar ocorrência de danos ao patrimônio histórico e cultural tombado, em razão da realização de grandes eventos naquele local.

A reclamação partiu de abaixo-assinado formulado por moradores e empresário do entorno do Complexo Ferroviário, suplicando providência em defesa da paz pública e da proteção do patrimônio cultural da Esplanada Ferroviária de Campo Grande.

A reunião contou com representantes do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Fundação Estadual de Cultura, SECTUR (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) e representantes dos moradores do entorno do complexo ferroviário. 

Os participantes esclareceram que será necessário avaliar em conjunto com os blocos e cordões independentes sobre eleição de outro local para a realização dessas festividades, já para o ano de 2019.

Visando formalizar a questão debatida, a 26ª Promotoria de Justiça irá expedir recomendação recomendando para que não haja permissão na realização dos eventos, tais como carnaval, enterro dos ossos e afins, na Esplanada Ferroviária e entorno de bens culturais protegidos, no ano de 2019 e posteriores.

Veja também