Chapadão do Sul
tjms
(67) 99826-0686

No dia das crianças, pequenos ensinam que sonhar não custa nada

Quando interrogadas sobre o que esperar do futuro, as respostas foram inusitadas

12 OUT 2017
Redação
12h22min
Foto: André de Abreu
cidade-morena-interna1
Victor Hugo - 28 anos

Mesmo com uma infância cheia de dificuldades, o bom de ser criança é ter bondade, inocência e pureza. Ser criança é ter um sonho e acreditar nele independente dos obstáculos do dia a dia. Exemplo disso são as crianças que moram em um bairro humilde de Campo Grande, que apesar de todos as dificuldades da vida, nunca deixam de acreditar em um futuro melhor.

Um projeto social reuniu dezenas de crianças humildes na manhã de hoje (12). Entre uma brincadeira e outra, quando interrogadas sobre o que esperar do futuro, as respostas foram inusitadas.

Um exemplo é o sonho dos amigos Pedro Henrique e José Carlos, ambos de 12 anos. Os garotos se conheceram na escola e se apaixonaram pelo voleibol. Quando interrogados sobre o que sonham em fazer daqui alguns anos, a resposta é unânime: 'Ser jogador de vôlei da seleção brasileira, oras!'.

Já a pequena Clara Beatriz, de 10 anos, diz que seu sonho é ser veterinária. Apaixonada por gatos, ela destaca que nunca teve um, mas um dia pretende ter vários.

"Meus pais não gostam de gatos, tenho um cachorro, mas por mim, gostaria de ter todos os animais do mundo. Um dia vou ser veterinária e conseguir abrir um hospital gigante para cuidar dos bichos", disse Clara com brilho nos olhos.

O pequeno Jorge Almeida, de 11 anos, sonha em ser piloto e conhecer o mundo. "Queria viajar bastante, conhecer vários lugares e ficar 'voando' por aí. Sempre gostei de aviões, tenho alguns de brinquedos", disse o garoto. 

Ser criança é ter mil sonhos no coração e acreditar que todos eles são possíveis. É brincar e pular como se fosse dotado dos poderes dos seus heróis preferidos. Criança é feliz e ter certeza que viver vale muito a pena.

cidade-morena-interna2
nando viana

Veja também