erro medico
pmcg tjms
(67) 99826-0686

Por falta de pagamento, terceirizados realizam paralisação no Hospital Universitário

Paralisação começou as 6h desta sexta-feira

13 OUT 2017
Airton Raes
10h11min

Devido ao não pagamento dos salários referentes ao mês de setembro, funcionários terceirizados que prestam serviços ao Hospital Universitário realizam paralisação nesta sexta-feira, 13 de outubro.

O Sindicato do Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação (Steac-MS) alegam que 107 trabalhadores de duas empresas terceirizadas Luppa e Máximus não receberam os vencimentos desse mês.

As empresas cuidam da limpeza do HU, conservação e serviços como nutrição e banco de leite. O presidente do Steac, Ton Jean Ramalho, afirmou que a direção do Hospital Universitário e das empresas foram comunicadas oficialmente da paralização. “As áreas de manutenção, os maqueiros, trabalhadores da nutrição, do banco de leite e do laboratório lactário pararam, para reivindicar seus direitos. Apenas 30% deles estão trabalhando, porque é preciso respeitar a legislação e o ambiente hospitalar, apesar de tudo”, relata Ton.

A greve é por tempo indeterminado até ser resolvido o impasse dos pagamentos. Por se tratar de serviços essenciais, o sindicato está mantendo 30% do efetivo em atividade. A greve teve inicio às 6h da manhã. 

Veja também