TJMS - Setembro
(67) 99826-0686

Primeiro parquinho com dinheiro de convênio com TRT-24 fica pronto em agosto

Recursos de causas judiciais serão aplicados na construção de playgrounds em bairros carentes

12 JUL 2018
Celso Bejarano
17h00min
João de Deus, presidente do TRT-24, o prefeito Marquinhos e o procurador Leontino Ferreira Foto: Assessoria de imprensa do TRT-24

Já no fim de agosto fica pronto em Campo Grande o primeiro parquinho construído para crianças com recursos arrecadados por meio de ações trabalhistas que correm no TRT-24 (Tribunal Regional do Trabalho) da 24ª Região. A ideia é edificar 40 playgrounds na cidade e o foco do projeto é ofertar opção de lazer e ocupação para as crianças e adolescentes que habitam bairros carentes de estrutura. Com isso, a aposta é que os favorecidos escapem do trabalho infantil de marginalização.

Os parquinhos têm sido erguidos graças a um convênio firmado na manhã desta quinta-feira (12) que envolvera o TRT-24, o Ministério Público do Trabalho e também a prefeitura de Campo Grande. O evento ocorreu no prédio da corte trabalhista, no Parque dos Poderes.

Marquinhos Trad, o prefeito da Capital, mostrou-se entusiasmado com o projeto. Ele disse que o município não teria recurso para construir os parquinhos, daí a importância da atitude do tribunal trabalhista.

“São valores revertidos na vulnerabilidade social”, afirmou Marquinhos. 

O primeiro parque está sendo erguido no bairro Vida Nova III. A obra mede 168 metros quadrados e nela serão instalados 12 equipamentos, entre os quais quatro balanços, duas gangorras, um escorregador, tubo, escada de cordas, abrigo duplo, casinha e barras horizontais. 

O parque, segundo o presidente do TRT-24, deve consumir em torno de R$ 43 mil, dinheiro que será aplicado na limpeza da área, compactação de aterros, pisos em areia, plantio de grama, aquisição dos brinquedos de eucalipto tratado, bancos de alvenaria e lixeiras.

O segundo parquinho, que será construído no segundo semestre deste ano, será instalado do bairro Antônio Barbosa.

O desembargador João de Deus Gomes de Souza, que preside a corte trabalhista pela segunda vez, disse que virou uma espécie de tradição, o TRF-24 agir por causas sociais desde 2003, há 15 anos.

Pelo convênio anunciado nesta manhã, evento que contou também com a participação do procurador-chefe do TRT-24, Leontino Ferreira, serão construídos três tipos de parquinhos na cidade. O módulo 1 tem seis unidades de equipamentos de lazer em 128m², o módulo 2 tem 12 brinquedos em 168m² e o módulo 3 tem 24 brinquedos em 233 m² de construção. Os valores variam de R$ 26 mil a R$ 58 mil, cada.

Veja também