conadhe
tjms
(67) 99826-0686

Sem alimentação especial há dois meses, idoso corre risco de morrer

Prefeitura diz que não há previsão para entrega dos insumos

12 OUT 2017
Liziane Berrocal
07h00min
Aposentado precisa da alimentação para sobreviver Foto: Foto: Reprodução/Arquivo Familiar
cidade-morena-interna1
99

Há dois meses, o aposentado José Basílio de Lima não consegue a alimentação necessária para sua sobrevivência. Ele usa uma sonda enteral com dieta especial para manter seu corpo com suprimentos e está sofrendo com a falta de insumos no CEM (Centro de Especialidades Médicas).

“Já fazem dois meses e meu pai fica fraco quando não conseguimos a alimentação. Não temos condições de suprir”, conta a filha dele, desesperada com a situação. Segundo ela, além do pai, pelo menos mais 10 mil pacientes estão na mesma situação.

José Basílio teve AVC (Acidente Vascular Cerebral). “Quando falta, ele fica muito fraco e corre risco de morrer e há dois meses não tem a alimentação. É uma situação desesperadora. Ele, além de idoso, é cadeirante”, desabafa.

A Prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, confirmou a falta da alimentação. “Esse insumo está realmente em falta há cerca de 3 meses e já foi iniciado processo de compra para regularizar o fornecimento, entretanto não é possível definir prazo para normalização”, revelou. 

Saiba o que é dieta enteral 

Dieta enteral é uma maneira de proporcionar ao organismo a nutrição que ele necessita. Trata-se de uma forma líquida de nutrição que é administrada por meio de um tubo flexível (sonda), e os nutrientes são similares aos que o ser humano obteria pelo consumo de alimentos, e também são digeridos da mesma maneira. Ela contém tudo que a pessoa necessita diariamente, incluindo carboidratos, proteínas, gordura, vitaminas, minerais e água. O uso é necessário em casos de cirurgia ou mesmo alta debilitação do paciente. 

cidade-morena-interna2
nando viana

Veja também