(67) 99826-0686
PMCG IPTU 2019

Sentindo problemas na pele, crianças idealizam futuro melhor: ‘que ninguém passe necessidade’

Os pequenos também sonham com um país sem pessoas desempregadas

12 OUT 2018
Dany Nascimento
07h00min
Foto: André de Abreu

Enquanto adultos enfrentam caos no país, a criançada do CRAS do bairro Jardim Moema aproveita o tempo livre para brincar e sonhar com um futuro melhor. Mesmo com pouca idade, os pequenos já sentem na ‘pele’ as dificuldades que a família enfrenta, mas a esperança de dias melhores permanece no coração de cada baixinho.

Andreina Ritiele Cardoso, tem apenas 13 anos e ao falar de Campo Grande, valoriza as belezas da Capital de Mato Grosso do Sul, mas tem plena noção das dificuldades que a população enfrenta no dia-a-dia. “Eu quero que meu futuro seja melhor, as pessoas precisam de mais emprego, tem muita gente desempregada, nossa cidade é muito bonita, tem lugares legais, mas falta melhorar”.

Concordando com as afirmações da colega de CRAS, João Marcelo da Silva, 12 anos, disse ao TopMídiaNews que o mundo precisa de paz e as pessoas precisam trabalhar para se tornarem pessoas realizadas. “Tem muita briga, precisamos de paz, de mais emprego porque gente que não tem emprego é triste. Quem trabalha é mais feliz, vive melhor, eu quero crescer e trabalhar bastante para ser muito feliz”.

Gabriel Rodrigues, 12 anos, vai mais afundo e carrega consigo a esperança de não ver pessoas passando necessidade financeira. “Eu queria um Brasil melhor, que as escolas tivessem mais educação, mais professores, que as crianças não ficassem mais nas ruas, ficassem em projetos, que tivessem mais creches, que as ruas fossem asfaltadas, que ninguém passasse necessidade”.

 

Festa da Polícia

As crianças receberam brinquedos que foram comprados por agentes da 5° Delegacia de Polícia, antecipando a festa do Dia das Crianças. O grupo chegou no CRAS em um triciclo, com fantasias de diversos personagens como Chaves, Chiquinha, Homem-Aranha, Mulher-Maravilha, entre outros.

Eles compraram um total de 500 brinquedos, que foram distribuídos entre as crianças do CRAS Moema e do CRAS do bairro Dom Antônio Barbosa. Além disso, as crianças ganharam algodões doce e muitos abraços dos personagens.

Veja também