(67) 99826-0686

Tábuas de passarela cedem e moradores temem acidente no Aero Rancho

Os moradores utilizam a passarela para se deslocar até a unidade de saúde, creche e escola do bairro

8 SET 2017
Dany Nascimento
19h00min
Foto: Dany Nascimento

As tábuas de uma das passarelas do córrego Anhanduí estão colocando a vida de moradores e crianças em risco na região do bairro Aero Rancho, em Campo Grande. A passarela, que facilita a travessia dos moradores do bairro Aero Rancho setor 4 e 5,  em frente ao Instituto de Prevenção Antônio Morais dos Santos, está com diversas tábuas soltas e, em alguns pontos, a madeira cedeu e caiu dentro do córrego.

De acordo com Willian Augusto Gonçalves Vormittag, conselheiro local de saúde do Aero Rancho e morador da região há 25 anos, mães enfrentam caos ao tentar atravessar no local com crianças pequenas. “Uma mãe tentou atravessar, mas desistiu por medo de cair no córrego. As tábuas cederam e tem outras que estão soltas. As pessoas estão com medo, os buracos entre as tábuas podem fazer com que alguma criança desabe no córrego”.

Willian, conhecido entre os moradores como Guto, afirma que mais de 100 pessoas utilizam o local como travessia diariamente e alguns arriscam passar entre os buracos. “Muita gente utiliza a passarela, crianças atravessam, pacientes do hospital do câncer, pessoas doentes que procuram médico no posto do Aero Rancho, está muito perigo passar aqui”.

Moradora da região há 27 anos, Norma Sueli Gonçalves, 52 anos, afirma que trabalha como agente de saúde na região e garante que, até a semana passada, o local estava normal. “Até semana passada estava tranquilo para passar. Mas durante o final de semana, pelo jeito, as tábuas caíram no córrego e agora está complicado passar. Minha vizinha tentou atravessar para levar a filha no médico e desistiu de atravessar. Ela preferiu dar a volta, mesmo sendo longe para conseguir fazer a volta”.

O TopMídiaNews entrou em contato com a prefeitura de Campo Grande, para verificar quando o problema será solucionado e recebeu a informação de que uma equipe da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos vai ao local para avaliar a situação da passarela e definir os reparos necessários.

Veja também