(67) 99826-0686
Câmara - Novembro

Cirurgia de laqueadura é oferecida de graça em MS; saiba como funciona

Na Capital, não existe uma longa fila de espera e três hospitais realizam o procedimento

13 SET 2018
Dany Nascimento
13h10min
Foto: André de Abreu

A cirurgia de laqueadura (método cirúrgico simples que visa a esterilização definitiva da mulher) é oferecida em diversos hospitais do Estado, através do SUS (Sistema Único de Saúde) e sem aquela imensa fila de espera.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de Mato Grosso do Sul, o paciente interessado no procedimento deve verificar se existe ambulatório credenciado no município e solicitar o procedimento na rede pública.

Como existem muitas mulheres que já passaram pelo procedimento querendo reversão, o procedimento é rigoroso e a paciente tem 30 dias para refletir e tomar uma decisão. “A mulher vai para unidade, nesse local passa por trabalho educativo para saber tudo que é disponível, passa por avaliação com psicólogo, assistente social e médico. Depois é novamente orientada, eles pedem alguns exames, inclusive o preventivo, pede ultrassom. Depois vai para serviço hospitalar para fazer laqueadura. Depois de passar, ela tem 30 dias para repensar se quer isso mesmo. Entra na fila e será encaminhada para serviço hospitalar”, diz a secretaria de saúde.

Conforme o artigo 10, § 2º da  Lei 9.263/96, é proibida a realização de laqueadura durante o parto. “Na hora do parto o procedimento não pode ser feito, tem que seguir a Lei Federal, que fala que é considerada uma ação que pode dar problemas futuros para o profissional que executa isso. Só pode fazer na hora do parto caso a gestante tenha risco de vida ou que tenha cesárias consecutivas”, explica a secretaria.

De acordo com a secretaria, não existe fila de espera na Capital e o procedimento é realizado na Santa Casa, Hospital Universitário e Hospital Regional.

Hospital Regional de Ponta Porã está com programa para realizar cirurgias de laqueadura - Foto: HRPP

Laqueadura

Também chamado popularmente por ligadura das trompas, a laqueadura é um método cirúrgico simples que visa a esterilização definitiva da mulher. Quem pode realizar são os médicos ginecologistas e as técnicas da operação variam de acordo com o local do corte e material a ser usado.

É considerada a forma de contracepção definitiva mais eficaz que existe, oferecendo chances quase nulas de a mulher engravidar depois (falaremos da mínima possibilidade no tópico mais a frente).

Como funciona a laqueadura?

O princípio básico dos procedimentos de laqueadura é evitar essa fecundação, criando uma barreira ou fechando o caminho em que o espermatozoide faz em direção aos ovócitos pelas trompas de falópio. Ou seja, impedindo esse encontro, ocorre a esterilização da mulher.

Como é feita a laqueadura?

Apenas ginecologistas podem realizar a operação. Considerado um método indolor, sempre com presença de anestesia, é uma operação de nível simples que dura uma média de 40 minutos.

A mulher já pode ser liberada poucas horas depois da cirurgia e deve seguir as recomendações para recuperação que o doutor passar.

A forma que é feita varia de acordo com o tipo de laqueadura, que pode ser de amarrar, cortar, cauterizar, entre outros.

Veja também