informe leilão
dr. hernia
(67) 99826-0686

Com novo modelo, Ensino Médio integral vai funcionar em 12 escolas de MS

São 4.847 vagas para todo o Estado distribuídas em cinco cidades

7 JAN 2017
Diana Christie e Airton Raes
07h59min
Foto: Chico Ribeiro

Com o novo modelo criado pelo MEC (Ministério da Educação), 12 escolas de Mato Grosso do Sul vão oferecer o Ensino Médio integral neste ano. Segundo a secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amêndola, são 4.847 vagas para todo o Estado distribuídas em oito unidades em Campo Grande e uma nas cidades de Dourados, Maracaju, Naviraí e Corumbá.

A princípio, segundo Maria Cecília, foram escaladas 16 unidades, ''mas só 12 se sentiram à vontade para aceitar o projeto, pois precisam passar por adaptações''. Ela relata que houve pouco tempo para atender essa demanda, sendo que duas escolas tiveram que retirar o Ensino Fundamental e fechar um turno para receber exclusivamente alunos de 15 a 17 anos. 

A nova base curricular é baseada no principio onde o ‘aluno é autor do próprio saber’. “Na proposta, a organização curricular do Ensino Médio contempla a Base Nacional Comum e uma parte diversificada, garantindo a aprendizagem e o desenvolvimento dos alunos”, garantiu Maria Cecilia em dezembro.

Secretária Maria Cecília Amêndola - Foto: Chico Ribeiro

Em Mato Grosso do Sul, são 258 mil alunos na Rede de Ensino Estadual e a taxa de evasão é 10%. De acordo com a secretária, a intenção é reduzir a evasão escolar, que já está em queda com o projeto ‘AJA MS’, que possui 3,9 mil alunos entre 15 e 17 anos que ainda estão no Ensino Fundamental, mas foram distribuídos em escolas específicas com estudantes da mesma idade para facilitar o convívio.

Uma das escolas em Campo Grande que vão adotar o ensino integral é a Professor Waldemir Barros da Silva, na Moreninha I. Ernângela Maria de Souza Calixto é a diretora e destaca que toda escola que se dedicar à produção do conhecimento, pesquisa e iniciação científica formará estudantes pesquisadores, prontos para o ensino superior. 

Veja também