vestibular fapec ufms
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
word wine - almoco japones 2

Com reforço na segurança, Capital ganha mais 300 policiais para festas de final de ano

Região central e vias com maior fluxo de pessoas serão monitoradas pela PM

6 DEZ 2017
Rodson Willyams e Airton Raes
09h36min
Foto: Airton Raes

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) lançou, nesta quarta-feira (6), a Operação Boas Festas. Além de Campo Grande, cidades do interior terão efetivo policial ampliado. Objeto é trazer mais segurança à população durante as festividades do final do ano e garantir a movimentação no comércio.

Em Campo Grande, segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, o efetivo será ampliado em 300 homens da Polícia Militar. De mil homens, o efetivo passará a contar com 1,3 mil policiais. 

"Eles irão intensificar as rondas e farão o monitoramento motorizado durante o período de festividades. E por conta do 13º, eles farão a segurança para os lojistas e a população. Com isso, aumentamos a sensação de segurança para que as pessoas não tenham medo de sair às ruas e possam curtir com alegria essa época do ano com a sua família", pontuou. 

Segundo o comandante-geral da PMMS, coronel Waldir Ribeiro Acosta, além da Capital, o interior também deverá receber um reforço com 600 homens. "Nós teremos 20% do efetivo policial. Seguiremos um levantamento prévio, devido ao trabalho de inteligência, já sabemos quais são as áreas de maior movimentação e de maior periculosidade", pontuou. 

Na Capital, a Operação Boas Festas estará concentrada no centro e nas principais avenidas de Campo Grande, como Júlio de Castilho, Manoel da Costa Lima, Raquel de Queiroz, Marquês de Pombal e Bom Pastor, que contarão com rondas ostensivas, ações educativas e preventivas de policiamento comunitário, que serão realizadas por equipes de motos, viaturas duas e quatro rodas e policiamento montado. O policiamento terá início no dia 8 de dezembro com previsão de término em 8 de janeiro de 2018.

Veja também