conadhe
tjms
(67) 99826-0686

Energisa afirma que falta de luz foi ocasionada por queda de árvore e se defende de denúncias de cob

Moradores ficaram mais de 4 horas sem energia

8 OUT 2017
Rodson Willyams
15h00min
Foto: Reprodução

A concessionária responsável pelo abastecimento de energia em Mato Grosso do Sul, a Energisa,encaminhou nota ao TopMídiaNews, sobre a denúncia feita pelos moradores do Condomínio Jardim das Paineiras, localizado no Bairro Coophasul, em que após o temporal que atingiu a cidade neste sábado (8), quando ficaram por mais de quatro horas sem energia elétrica.

Em comunicado, a empresa afirma que a falta de energia no residencial foi provada por uma 'árvore em contato com a rede elétrica'. E que as 'equipes da concessionária atuaram em regime de contingência para normalizar o fornecimento de energia em alguns bairros da cidade o mais rápido possível'. 

Por meio da assessoria de imprensa, a Energisa também esclareceu outro ponto, sobre a cobrança de imposto via fatura de energia: "a Energisa esclarece que a definição de critérios da cobrança é realizada pelas Secretarias de Fazenda Estadual e Federal e, contempla a comercialização de produtos e de serviços como é o caso da energia elétrica. À Energisa cabe o papel de agente arrecadador do tributo".

Por fim, lembra que a empresa possuiu outro canais de comunicação. Ontem (7), o site da empresa estava fora do ar e isso teria dificultado a denúncia junto a empresa pelos  moradores. "Para registro de solicitações, os clientes podem comunicar a empresa por meio do 0800 722 7272, facebook da Energisa e pelo aplicativo Energisa ON, disponível no google play ou gratuito na app store. É só baixar".

O caso

Moradores do Condomínio Jardim das Paineiras, no Cophasul, tiveram sofrimento duplo na tarde deste sábado (7), em Campo Grande. Primeiro, por ficar sem luz, e depois por suportar a demora no atendimento da Energisa, que não havia efetuado reparo na rede na região.

Os moradores disseram que a empresa sabia do problema, mas que não deu nenhuma posição nem pros moradores, nem para a imprensa. Até o site da Energisa está fora do ar.

Indignado e transtornado por estar sem energia elétrica em sua residência, um dos moradores desabafou: ''Na hora de cobrar, a empresa sabe fazer, mas não têm estrutura para atender a demanda'', reclamou.

Conforme os moradores das Paineiras, ao ligar na central de atendimento da empresa, a demora para ser atendido é muito grande. Depois de registrada a reclamação, ainda há a demora para religar a energia.

Veja a nota

Nota Retorno:

A Energisa informa que a queda no fornecimento de energia de um cliente no Condomínio Jardim das Paineiras, no bairro Cophasul, foi provocada por árvore em contato com a rede elétrica. Em razão da tempestade que atingiu a Capital no último sábado (07), as equipes da concessionária atuaram em regime de contingência para normalizar o fornecimento de energia em alguns bairros da cidade o mais rápido possível.

Sobre a cobrança de impostos via fatura de energia, a Energisa esclarece que a definição de critérios da cobrança é realizada pelas Secretarias de Fazenda Estadual e Federal e, contempla a comercialização de produtos e de serviços como é o caso da energia elétrica. À Energisa cabe o papel de agente arrecadador do tributo.

Para registro de solicitações, os clientes podem comunicar a empresa por meio do 0800 722 7272, facebook da Energisa e pelo aplicativo Energisa ON, disponível no google play ou gratuito na app store. É só baixar.

Veja também