(67) 99826-0686

Entidades podem se inscrever para eleição do Conselho da Criança e do Adolescente

Os critérios e documentos exigidos para a participação dessas entidades estão descritas conforme o edital de convocação

13 JAN 2017
Notícias MS
13h15min
Foto: Notícias MS

O Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA/MS) convida as entidades não governamentais, que trabalham em prol da garantia dos direitos da criança e do adolescente, para a eleição do mandato do biênio 2017/2018. A eleição está prevista para o dia 16 de fevereiro, às 8h, na Casa da Assistência Social e da Cidadania (CASC/MS), no centro da Capital.

Os critérios e documentos exigidos para a participação dessas entidades estão descritas conforme o edital de convocação, publicado no diário oficial nº 9302 de 08 de Dezembro de 2016, páginas 6 e 7, e prorroga a entrega de documentos até o dia 31/01/2017.  Para os interessados, os documentos completos deverão ser entregues na CASC, localizada na Rua Marechal Cândido Rondon, nº 713, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

Para a presidente do CEDCA/MS, Vera Lucia Silva Ramos, existem vários desafios na sociedade a serem superados quando se fala de crianças e adolescentes. “Os desafios são vários, desde a falta de vaga nas creches, até o atendimento integral das crianças, desde o seu nascimento, evitando assim sua vulnerabilidade. Precisamos que todos os engajados com a causa estejam realmente comprometidos e dispostos para lutarem por esses direitos”, destacou a presidente, lembrando ainda que as reuniões ordinárias do conselho se resumem a duas por mês.

CEDCA/MS – O Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – CEDCA é um órgão deliberativo, de caráter permanente e de composição paritária entre o Poder Público e as entidades não governamentais, vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), que tem por finalidade deliberar sobre as políticas de atendimento, promoção e defesa dos direitos da criança e do adolescente, bem como definir prioridades e controlar as ações voltadas para essas faixas etárias da população.

Veja também