Plaenge
FAPEC - vestiular
(67) 99826-0686
Lets obras

Exército vai destruir 1.883 armas de fogo apreendidas pela Justiça de MS

Material só é destruído quando não interessa mais ao processo penal

5 DEZ 2017
Thiago de Souza
18h21min
Exército vai destruir armas recolhidas pela Justiça em MS Foto: TJMS

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul entregou 1.883 armas de fogo para que o Exército Brasileiro faça a inutilização e posterior destruição delas. Além do arsenal, há cerca de 20.73 ítens de munição.

Os armamentos recolhidos são provenientes das Varas Criminais, da Infância e Juventude, da Justiça Militar, da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e Juizados Especiais Criminais do Estado de Mato Grosso do Sul.

Quando as armas e munições não mais interessam à investigação e ao processo  penal, o juiz autoriza a sua destruição, sendo em seguida informado à Assessoria Militar do TJMS, responsável pelo recolhimento do material.

''Nós recolhemos e entregamos os armamentos e munições para a 9ª Região Militar, onde uma unidade recebedora primeiramente amassa e quebra as armas, para que assim elas já fiquem inutilizadas e posteriormente os restos são encaminhados para um forno que derrete o material'', ressaltou o assessor militar do Tribunal de Justiça, coronela PM Orti.

A ação é realizada entre o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o Exército Brasileiro e o Governo do Estado por meio de um termo de cooperação.

O recolhimento dos armamentos é realizado por uma unidade de recolhimento da Assessoria Militar do TJMS,  juntamente com uma equipe de apoio do 19º Batalhão da Polícia Militar de Choque.

Veja também