FAPEC
pmcg tjms
(67) 99826-0686
Gov presente - transparencia

Prefeito diz que 13º depende da venda da folha de pagamento de servidores

Atualmente, a carteira de pagamentos é administrada pelo Banco Bradesco

4 DEZ 2017
Rodson Willyams
12h31min
Foto: André de Abreu / Arquivo

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse, nesta segunda-feira (4), que o pagamento do 13º salário dos servidores depende da venda da folha de pagamentos dos servidores municipais. A transação comercial ajudaria a incrementar os cofres do município.

Segundo Marquinhos, o certame está programado para acontecer no próximo dia 6. Em agosto deste ano, o prefeito já havia informado que alguns bancos teria manifestado interesse na carteira de pagamentos, que hoje é administrada pelo Banco Bradesco.

Ao ser questionado, se na hipótese de não aparecer nenhum interessado, o que a prefeitura poderia fazer. "Se não tiver, vamos para o plano B", comentou. Mesmo assim, Marquinhos tranquilizou a população dizendo que "os servidores não precisam ficar preocupados".

Em agosto, o secretário de Finanças, Pedro Pedrossian Neto, havia garantido que o município poderia receber aproximadamente cerca de R$ 50 milhões com a transação. Atualmente, segundo o prefeito, a valor para o pagamento do 13° salário gira entorno de R$ 111 milhões.

Outros recursos

O chefe do Executivo ainda afirmou que os recursos que o município arrecadou não alcançaram o valor necessário. "Da primeira etapa do Refis foi R$ 27 milhões, mas desta segunda, foi pouco mais de R$ 2 milhões, a folha é de R$ 111 milhões", comentou.

Além disso, Marquinhos foi informado que os vereadores devem devolver ao município, por meio do Duodécimo, algo entorno de R$ 2,8 a 3,8 milhões. Mesmo assim, o valor não seria necessário para completar a folha do 13º salário.

Veja também