Chapadão do Sul
tjms
(67) 99826-0686

Projeto 'O Que Queremos Para o Mundo?' será apresentado em Campo Grande

Inscrições gratuitas estão abertas até o dia 13 de agosto

9 AGO 2017
Energisa
15h10min
Foto: Laura.Barile.info
cidades-interna1
Victor Hugo - 28 anos

O projeto O Que Queremos Para o Mundo? idealizado pela Cocriativa através do patrocínio da Energisa por meio da LeiFederal de Incentivo à Cultura, traz à capital do Mato Grosso do Sul formação e exibições do longa metragem infantojuvenil homônimo.

As atividades são gratuitas e os artistas e educadores interessados nas oficinas de formação devem entrar em contato através do email vitordrumond@gmail.com, enquanto as escolas e grupos infantojuvenis que se interessarem pelas exibições educativas podem obter informações no e-mail joanabraga.contato@gmail.com. As inscrições vão até o dia 13 de agosto.

Com o objetivo de estimular a sensibilidade infantojuvenil em busca de inspirações para um mundo melhor, o projeto une audiovisual e educação em uma perspectiva que vai além das telas do cinema, mas que alia novas tecnologias para promover experiências nas crianças para expandir a criatividade e provocar o protagonismo diante do mundo em que vivemos, cheio de desafios e descobertas.

“Temos como objetivo facilitar os processos de ensino-aprendizagem entre professores e alunos na escola em sua diversidade de cenários, seja nas grandes cidades ou nos interiores. Nosso projeto busca compreender três questões elementares: O que as crianças querem para o mundo? Como as novas tecnologias podem se tornar instrumentos funcionais para as primeiras gerações? A falta do contato com a natureza está tornando-as vulneráveis na busca em se conhecerem e se relacionarem com o outro? Queremos abrir espaços de escuta lúdica para manifestação dos modos de ser e estar no mundo das crianças, pois a partir disso acreditamos ser possível criar uma pedagogia em comunhão com as poéticas da infância, mas também com as suas relações com as realidades”, conta Igor Amin, diretor e idealizador do O Que Queremos Para o Mundo?.

O projeto se divide em três etapas, sendo a primeira a Formação Audiovisual Continuada e as Exibições Educativas do longa-metragem, que acontecerão em agosto no Museu da Imagem e do Som, em Campo Grande.

Na Formação, os educadores se reunirão com os professores de Campo Grande para facilitar o uso do audiovisual na educação. Todos são chamados de multiplicadores, pois serão os responsáveis por transmitir às crianças o conteúdo recebido através do Kit de Cocriação, que contém o filme, jogo de cartas cooperativo com ferramentas materiais ou que poderão ser usadas via aplicativo de celular do OQPM?, além do caderno do multiplicador com sugestões de mini-oficinas e dinâmicas para serem feitas em sala de aula.

“Acredito que o audiovisual pode ser uma ferramenta pedagógica poderosa, principalmente em tempos de tanto estímulo tecnológico, mas sei também que ele deve ser pensado de forma crítica e, ao mesmo tempo, sensível. E é assim que vamos tentar atingir os professores e fazer com que eles produzam, a partir disso, conteúdos audiovisuais próprios e expressos pelas crianças”, explica Vitor Drumond, responsável pela coordenação educativa do projeto.

As exibições educativas do longa–metragem são voltadas para escolas e grupos infantojuvenis. Após a sessão são realizadas dinâmicas e mini-oficinas com os temas do filme. 

Além do Mato Grosso do Sul, que receberá os Kits junto à Formação, representantes de todos os estados do Brasil também ganharão o material a partir de setembro. Eles serão convidados a compartilhar todo o conteúdo gerado através da Rede OQPM?, uma plataforma virtual de interação que pretende potencializar o encontro entre o público infantojuvenil, educadores e familiares para criar uma ampla comunidade de ensino-aprendizagem.

A terceira etapa do projeto repercutirá em novembro, após todo o trabalho desenvolvido ao longo destes meses. Será uma exposição realizada em Cataguases, Minas Gerais, cidade considerada expoente da produção audiovisual, apresentando os conteúdos criados pelas crianças junto aos multiplicadores e também as interações promovidas pela Rede OQPM?.

Sobre o Filme “O Que Queremos para o Mundo?”

“O Que Queremos para o Mundo”é um filme infanto-juvenil de ficção, em formato longa-metragem digital, com objetivo de sensibilizar as crianças e jovens em busca de um mundo melhor. O filme narra a história de quatro amigas que formam uma banda para tocar canções inspiradoras em uma apresentação de fim de ano da escola. Bela, Lua, Luz e Sol emocionarão a todos com lindas melodias, muita imaginação e criatividade.

Uma relação intrínseca está presente nesta obra: o audiovisual como instrumento para conscientização e reflexão social, que pode ser visto como um meio importante para deslocar preocupações contemporâneas, como a reinvenção da relação humana com o meio ambiente e consigo mesmo.

Sinopse: Luzia é uma menina tímida, dona de um mundo interno cheio de fantasia e imaginação. Quando o seu professor de música pede para a turma criar uma apresentação em grupo, Luz se vê desafiada a transmitir toda a sua criatividade e tirar suas ideias do papel. Com a ajuda das amigas Bela, Lua e Sol, o trabalho escolar se transforma em uma experiência única.

Biofilmografia do diretor: Igor Amin é artista multimídia, educador audiovisual e gestor sociocultural. Seus trabalhos artísticos são focados em cinema, educação e novas mídias. Dirigiu mais de 30 vídeos de micro-duração exibidos em festivais nacionais e internacionais de cinema como no Centre George Pompidou, durante o PocketFilms em Paris, França. Sócio-diretor da Cocriativa Conteúdos Audiovisuais, viabiliza estudos e negócios em Audiovisual, Transmídia e Economia Criativa. Atualmente é Coordenador Pedagógico do projeto Câmera Cotidiana no estado de Goiás.

 

cidades-interna2
nando viana

Veja também