bar em bar
erro medico
(67) 99826-0686

Servidores rejeitam proposta do governo e anunciam greve-geral para dia 25

Categorias exigem pelo menos a reposição inflacionária de 7,45%

10 JUL 2017
Kerolyn Araújo e Airton Raes
10h18min
Foto: Airton Raes

O Fórum dos Servidores Públicos de Mato Grosso do Sul rejeitou a proposta de reajuste do governo de 2,94% e anunciaram um indicativo de greve. A assembleia-geral foi realizada na manhã desta segunda-feira (10), em frente à governadoria.

Conforme decidido na assembleia, os servidores participarão de uma greve-geral no dia 25 de julho. A princípio, a paralisação seria apenas de servidores da área da educação, mas agora também terá adesão da área da segurança pública, administrativa e saúde.

Segundo o presidente do Fórum dos Servidores, Fabiano Reis, a categoria está pedindo pelo menos a reposição inflacionária do ano, que é de 7,45% e aguardam uma contra-proposta do governo.

A categoria também acredita que as notícias de falta de recursos para pagar o décimo terceiro salário dos servidores e o escalonamento dos salários sejam uma forma de intimidação. ''Como que um govero de gestão só agora no momento de negociação fala  que não tem dinheiro para o décimo terceiro?'', indagou o sindicalista.

Retaliações

Conforme o Fórum, os representantes das categorias estão sofrendo retaliações por cobrarem o reajuste. O coronel Alírio Villasanti, presidente da AOFMS (Associação dos Oficiais Militares Estaduais de Mato Grosso do Sul), teve uma sindicância aberta devido a um discurso feito em frente à governadoria contra a falta do reajuste dos servidores.

André Luiz Santiago, presidente do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS), também relatou a abertura de diversas sindicâncias por causa de informações repassadas à imprensa.

 

Veja também