bortollos
lalu kids
(67) 99826-0686
COLUNA

Tema Livre

A democracia e os loucos no poder!

12 NOV 2016
Autenir Rodrigues de Lima*
12h53min

O voto ainda é a forma mais democrática de se fazer prevalecer a vontade da maioria. Isso não se discute!  Mas nos últimos tempos isso está longe de refletir o senso comum, sobretudo quando se percebe que os resultados trazem uma contrariedade ilógica daquilo que se tem como parâmetros éticos, morais, econômicos e sociais e dando razão aos discursos extremistas e segregadores que nada contribui para a união e os esforços mundiais pelos direitos humanos. Isso para falar a nível mundial, mas temos nossos péssimos exemplos em terras tupiniquins.

Recentemente, um movimento politico com apelo para questões protecionistas de forte cunho econômico e social, levou o Reino Unido, a realização de um plebiscito para decidir se saía ou não da União Europeia. Com uma margem muito apertada, ficou decidido que o Reino Unido deverá sair do maior Bloco Econômico do mundo. Mas o interessante é que, a maioria das pessoas só perceberam a gravidade da decisão depois da repercussão mundial e das varias consequências que isso traria tanto ao bloco quanto aos países integrantes do Reino Unido.

Nos Estados Unidos da América, chega ao poder o temerário Donald Trump. Símbolo da arrogância e do desrespeito pelas pessoas, colocando-se acima do bem e do mal e utilizando-se de discursos extremistas e de repressão das minorias em nome da proteção do país. Embora seja a mais consistente democracia mundial, não se pode dizer que os americanos acabaram de fazer a melhor escolha. Mas como manda o figurino, o povo tá pagando pra ver. E se ele colocar em pratica os discursos de campanha, resta saber se o povo vai gostar dos resultados de sua loucura.

Aqui no Brasil, não são raros os exemplos recentes em que a falta de lógica foi contemplada por uma maioria que decidiu por candidatos visivelmente encalacrados em situação de flagrante desobediência das leis eleitorais e criminais. Há casos no país inteiro! Vai desde candidatos a prefeitos até vereadores. E não foi por desconhecimento de caso por parte dos eleitores, foi por negligencia, descaso, paixão cega. Foi por conivência, conveniência! Foi até pelo direito democrático de escolha. Mas não foi de forma responsável!

O voto ainda é o caminho mais democrático de decisão. Mas quando o resultado impõe incoerência e demonstra irresponsabilidade muitas vezes de pessoas sem nenhuma autocritica ou capacidade de discernimento, isto transforma-se em uma cruz muito pesada que todos tem que carregar. Mas mesmo assim, viva a democracia! E que os loucos oportunistas se contenham!

 

* Autenir Rodrigues de Lima é Assistente de Planejamento e Controle na Prefeitura de Jateí e formado em Ciências Contábeis

Veja também