TJMS - Setembro
(67) 99826-0686
COLUNA

Tiro Livre

Pais deixam filhos sem vacina influenciados por boatos de Whats: bem-vindos ao Brasil, 2018!

A idiotice humana chega ao ponto de colocar em risco a vida de bebês e crianças aqui mesmo no Brasil

11 JUL 2018
Vinícius Squinelo
07h00min

A idiotice humana chega ao ponto de colocar em risco a vida de bebês e crianças aqui mesmo no Brasil. Pais influenciados por correntes de WhatsApp e fake news se recusam a vacinar os filhos e o resultado é a volta do sarampo em terras tupiniquins. A que ponto chegamos!

O sarampo chegou a ser erradicado por aqui em 2016, após um ano sem nenhuma notificação. Já nesse ano são quase mil casos confirmados e três mortes. A poliomielite volta a preocupar, com casos recentes identificados na vizinha Venezuela e com as campanhas de vacinação tendo cada ano mais resultados abaixo do esperado.

Além delas rubéola e difteria ameaçam voltar a dar as caras no País. Os motivos? Conforme pesquisa da BBC: sem medo e influenciáveis, pais confiam mais em remédios que em vacinas.

Fator amplificado pelas correntes feitas por pessoas sem nenhum caráter, afirmando que vacinas causam doenças, morte e que são fruto apenas da ‘cobiça da indústria farmacêutica’. Se hoje não temos registro grande de doenças tão graves como as citadas, é justamente devido ao trabalho de imunização infantil, uma das melhores ações já realizadas nesse bamboleante País.

Mesmo assim, pais preferem acreditar em correntes de WhatsApp e em fake news do que vacinar os próprios filhos. Com base em tal ignorância só podemos dizer que cada povo tem o destino que merece...

(Foto: Studio M. Huttmann, Jérusalem 1949, mostrando vacinação contra a varíola já em 1789)

Gostou? Curta, comente e compartilhe! Quer enviar críticas, xingamentos ou boas ideias: mande para o e-mail vinisquinelo@gmail.com

Veja também