(67) 99826-0686
Balanço PMCG fev

Anos depois do último show, Sãos e Sóbrios se reencontram na Capital

Marcado por um som pop-rock-reggae, Sãos e Sóbrios tem como grande referência musical a banda Paralamas do Sucesso

8 OUT 2016
Redação
09h32min
Foto: Divulgação

Eles marcaram as noites de Mato Grosso do Sul no final dos anos 90 e começo de 2000 e se reencontram 13 anos depois do último show. Sãos e Sóbrios, banda que com seu pop rock conseguia marcar território numa época dominada pelo blues campo-grandense, faz show especial neste sábado (8), no Rota Acústica, em frente a Uniderp Agrárias, a partir das 21h30. Ingressos a R$ 10,00 à venda no local. O evento tem apoio da Educativa 104 FM.

“Fazia muito tempo que a gente não tocava e eu falei pro pessoal ‘Vamos fazer?’. Todo mundo topou de primeira e começamos a planejar como seria o nosso reencontro”, disse Edson Arimura ao Portal da Educativa. Os integrantes, que se autodenominam “jovens senhores do rock”, planejam um encontro para matar a saudade, reunindo não só os integrantes, mas também quem era público cativo da banda.

Marcado por um som pop-rock-reggae, Sãos e Sóbrios tem como grande referência musical a banda Paralamas do Sucesso. “É a nossa essência. Uma vez perguntaram, quando começamos a tocar nos anos 90, se a gente fazia cover, e respondemos que sim. Perguntaram de novo: ‘É cover mesmo? Com a mesma qualidade?’, e nos marcou. Começamos a trabalhar para fazer música tão boa quanto a de nossas referências”, recorda Arimura.

Não é o foco do grupo para o show de amanhã, mas a releitura dos sucessos pode ser uma chance de futuros shows. Eduardo disse que “o reencontro traz para os holofotes um produto musical de excelente aceitação. As releituras dos sucessos, a identidade musical que é reconhecida rapidamente pelo público, com a qualidade de músicos experientes”.

No show a banda será formada por Edson e Eduardo Arimura nos vocais, Marcelo e Márcio Armoa no baixo e na guitarra, respectivamente, Gian Marques no teclado, Daniel Ximenes na bateria, André Escobar na trombeta, Edgar Roriz e Eric Carranza no saxofone.

Veja também