Construa tudo
Liceu
(67) 99826-0686

Espetáculo ‘Patas Arriba’ será apresentado gratuitamente

Através da literatura de Galeano, autor contemporâneo, surge a inspiração para um trabalho coreográfico

12 JAN 2017
Dourados News
12h31min
Foto: Divulgação

A Humanitas Arte e Cultura, do Rio Grande do Sul, desembarca em Mato Grosso do Sul e nos países vizinhos Bolívia e Paraguai, neste mês de janeiro com o espetáculo ‘Patas Arriba’. Em Dourados as apresentações acontecem no dia 17, às 18 horas, no Clube Indaiá, localizado na avenida Indaiá, s/n, Altos do Indaiá e no dia 18, às 20 horas, no Teatro Municipal, na avenida Presidente Vargas, Parque dos Ipês. Nas duas apresentações a entrada é gratuita.

Também no dia 18, será realizado na cidade o ‘Workshop de Técnica de Dança Contemporânea’, das 16 às 18 horas, no Studio Blanche Torres. A inscrição é gratuita e deve ser realizada no dia e local do workshop.

Através da literatura de Galeano, autor contemporâneo, um dos mais célebres de toda a América Latina, surge a inspiração para um trabalho coreográfico engajado no questionamento de uma sociedade controversa e na poética da simplicidade dos meios de vida.

Em ‘Patas Arriba’ Galeano revela um mundo de desigualdades sociais e contradições nas relações impostas por diferentes formas de poderes, mas ao final da obra convida o leitor a um "voo", a usufruir do "direito ao delírio". A mensagem de Galeano, então, revela uma verdade contundente ao passo que promove uma possibilidade de reação, pois para o próprio autor "a primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecê-la".

É no "direito ao delírio" proposto em ‘Patas Arriba’, que o coreógrafo Rui Moreira buscou elementos para a composição coreográfica do espetáculo, que teve estreia em dezembro de 2014 em Porto Alegre/RS e, em Caxias do Sul/RS, em janeiro de 2015. Esta criação foi realizada com recursos do Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2013.

Sobre o espetáculo

Se Alice, do País das Maravilhas, renascesse nos nossos dias não necessitaria de um espelho para descobrir o mundo ao revés. Para explorar o mundo ao contrário bastaria que a personagem de Lewis Carroll olhasse através de uma janela. É o que medita Eduardo Galeano na sua obra Patas Arriba – La escuela del mundo al revés.

No espetáculo de dança ‘Patas Arriba’, Rui Moreira, bailarino, diretor e coreógrafo, assume a direção de um peculiar elenco formado por bailarinos contemporâneos e dançarinos de danças urbanas. "A iniciativa de ter a dança como mídia para o pensamento do jornalista e escritor uruguaio, Eduardo Galeano, a partir desta obra, propõe um movimento cultural potente que se inicia na cidade de Porto Alegre, extremo sul do Brasil. A mim foi delegado o papel de provocador criativo para concepção de um espetáculo. Assumi esta função a partir de pontos de vista diversos sobre a obra do escritor e interagi com todos. De dançarinos à equipe de arte e de produção. Isso foi uma oportunidade incrível que agradeço profundamente. A concepção de ‘Patas Arriba’ foi um exercício de autoria compartilhada", afirma Rui Moreira.

Foi a literatura de Galeano, autor contemporâneo, um dos mais célebres de toda a América Latina, que inspirou a obra de dança contemporânea, engajada em questionamentos sociais. Eduardo Galeano (1940-2015), escritor e jornalista uruguaio, deixou como legado obras que exercem profunda influência no pensamento político e social latino-americano.

Em ‘Patas Arriba’, Rui Moreira teve um minucioso trabalho de pesquisa e uma longa jornada de ensaios e experimentações para expressar um mundo de "pernas pro ar" através da dança contemporânea. O resultado é uma poética homenagem da dança à obra literária de Galeano. "Os dançarinos, protagonistas centrais do processo, se entregaram às provocações nos encontros de trabalho e confrontaram suas heterogêneas realidades cidadãs. Foi lindo mediar esse encontro", pontua Rui.

Veja também