TJMS
re9
(67) 99826-0686

Lançamento da programação do 10° Encontro com a Música Clássica foi sucesso de público

Público que lotou o saguão do Marco

16 OUT 2016
Noticias.MS
09h49min

“Será que as pessoas gostam de música clássica?”, pergunta a narradora no vídeo que foi passado na noite desta sexta-feira (15 de outubro), no Museu de Arte Contemporânea, durante o lançamento da 10ª edição do Encontro com a Música Clássica. O público que lotou o saguão do Marco parece confirmar que sim.

As cadeiras estavam todas ocupadas e muitos ouvintes tiveram que ficar de pé, pois as pessoas compareceram em peso para ouvir o Quarteto Toccata, a Orquestra Infantil da Fundação Ueze Zahran, a Orquestra Jovem da Fundação Barbosa Rodrigues e do Grupo de Incentivo a Cidadania Viver Bem, além da Filarmônica Jovem do Pantanal e da estreia da Orquestra de Violoncelos de Campo Grande.

O Encontro com a Música Clássica é o mais tradicional festival de música de concerto de Mato Grosso do Sul. É promovido pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo e Empreendimento e Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e com a iniciativa de músicos eruditos, bem como de instituições parceiras como a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. O evento acontece de 24 a 31 de outubro em Campo Grande. O interior também será contemplado nas cidades de Corumbá, Bonito, Aquidauana, Miranda, Sidrolândia, Terenos, Jaraguari, Bandeirantes.

O diretor geral e artístico do Festival, Eduardo Martinelli, desejou uma boa noite a todos e disse esta 10 edição será um verdadeiro desfile da música de concerto do nosso Estado, daqui a duas semanas, no Teatro Glauce Rocha. “Hoje estamos dando uma prévia do que vai ser o festival. Todas as atividades são gratuitas. Junto com minha equipe idealizei este festival e não esperava que ia ter a proporção que tomou. Para o ano que vem esperamos que possa haver uma potencialização desse festival. A gente tem tido uma aceitação enorme do público, sem o qual não teríamos chegado à 10ª edição. Que esta noite seja um prenúncio do que vai ser o festival daqui a duas semanas”.

A presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Andréa Freire, disse ser uma alegria ver o Marco com uma plateia tão especial. O museu está aberto a vocês. É uma alegria realizar este festival. Quem faz com amor é mais capaz, como esses jovens, o amor com que eles fazem a música clássica. O que significa a música clássica para quem se envolve com ela? O amor, a dedicação, a competência, o cuidado com que esses professores se dedicam. Palmas ao amor! O ano que vem este Encontro será também ao ar livre. Desfrutem dessa noite de hoje e participem da programação que virá”.

O casal Gilson e Silvânia Rodrigues vieram com o filho Rafael prestigiar os outros dois filhos Samuel e Saulo, que tocam violino na Orquestra Infantil da Fundação Ueze Zahran. Eles disseram que quando começou o projeto no Jardim Centenário os meninos manifestaram interesse em participar. “Com muito amor estão na orquestra. Tem muita música na nossa casa. Um evento como esse é importante pela popularização da música clássica, que não é muito comum. Em Mato Grosso do Sul tem muito sertanejo. Com essas iniciativas a tendência é popularizar a música clássica”.

O militar Luiz Francisco Júnior e sua namorada, a fisioterapeuta Débora da Rocha, têm o hábito de ouvir música clássica Ele é trompetista e ela organista, tecladista e pianista e tocam na igreja evangélica que frequentam. Vieram a convite do Wilton Lopes, o solista de oboé na noite desta sexta-feira, e que toca na igreja também. Para Luiz e Débora, a música clássica náo é uma coisa que está imbutida na realidade do país. “Este festival é uma forma de trazer uma cultura diferenciada para as pessoas. Os instrumentos, tudo nos agrada. Música clássica é alegria felicidade, traz outro lado do mundo que pouca gente conhece. Para mim”, diz Débora, “traz paz e tranquilidade”.

Wilton Lopes, professor de oboé no projeto Zahran, toca o instrumento há nove anos. “É um instrumento suave, muito sublime, é bem gostoso de ouvir e completa o arranjo, a orquestra. A experiência é muito boa. Eu escuto música clássica sempre. Mozart, Beethoven, Haydn, ouço para poder me atualizar e também porque gosto. Um Festival como este é muito bom porque a música clássica é muito restrita. As pessoas têm em mente que é algo não acessível e trazer isso para a criança é muito bom. Aumenta o desenvolvimento cultural das crianças e das pessoas em geral também. Divulgando, as pessoas passam a gostar desse gênero musical”.

Confira abaixo a programação da 10ª Edição do Encontro com a Música Clássica:
Programação:

24 e 25 de Outubro / segunda e terça-feira
9h às 11h Ensaio aberto Jorge Geraldo e Petar Krastanov e Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande (OSMCG)
Centro Municipal de Música (Rua Rui Barbosa, 703)
14h às 17h Ensaio aberto Iso Fischer e OSMCG / Mezzo Soprano Daniele Oliveira e OSMCG Centro Municipal de Música (Rua Rui Barbosa, 703)

26 de Outubro / quarta feira
11h às 13h Ensaio aberto Iso Fischer e OSMCG / Soprano Daniele Oliveira e OSMCG
Teatro Glauce Rocha (UFMS)
20h Concerto Daniele Oliveira Mezzo Soprano e
OSMCG – Regência Eduardo Martinelli
Jorge Geraldo e OSMCG – Concerto saxofone e Orquestra de Glazunov Regência Eduardo Martinelli Iso Fischer e OSMCG – Obras de Iso Fischer Regência Rodrigo Faleiros
Orquestra Infantil Grupo Zahran
Teatro Glauce Rocha (UFMS)

27 de Outubro / quinta-feira
14h às 18h Ensaio Aberto Illvminata – Daniele
Oliveira (PR) e OSMCG
Teatro Glauce Rocha (UFMS)
20h Camerata Viver Bem e Jardel Vinicius Tartari
– Show Fronteiras de MS
Ilvminata (PR) – Musica Medieval do Séc. XI e XV
Teatro Glauce Rocha (UFMS)

28 de Outubro / sexta-feira
10h às 13h Ensaio Aberto Mario Marques (SP) e
OSMCG
Arnaldo Savegnago e Quinteto Musiart (RS) e
OSMCG
Teatro Glauce Rocha (UFMS)
20h Mario Marques (SP) e OSMCG Estreia concerto para Clarone e Orquestra de Frederico Zimmermann Aranha
Arnaldo Sevegnago e Quinteto Musiart e OSMCG
Regência de Thais Costa
Orquestra Indígena do Grupo Zahran
Teatro Glauce Rocha (UFMS)

29 de Outubro/ Sábado
15h às 17h Ensaio Aberto Quarteto Camburi (ES)
Teatro Glauce Rocha (UFMS)
20h Quarteto Camburi
Orquestra Jovem da Fundação Barbosa Rodrigues
Quinteto de Sopro Meridional
Teatro Glauce Rocha (UFMS)

30 de Outubro/ Domingo
10h às 13h Ensaio aberto Petar Krastanov (Bulgária) e OSMCG / Regina Schlochauer e OSMCG
Teatro Glauce Rocha (UFMS)
20h Petar Krastanov (Bulgária-BR) e OSMCG Quatro Estações – Antônio Vivaldi
Regente Helder Trefzger
Regina Schlochauer e OSMCG Concerto para piano e orquestra em Dm de Carl Philipp Emanuel Bach Teatro Glauce Rocha (UFMS)

31 de Outubro/ Segunda
17h às 19h Ensaio Aberto Banda Sinfônica UFMS e
Camerata de Madeiras Dedilhadas
20h Banda Sinfônica UFMS e Camerata de Madeiras Dedilhadas Homenagem a Villa Lobos Teatro Glauce Rocha (UFMS)

Veja também