novoengenho - policia
Top Midia Paineis publicitarios Ltda
(67) 99826-0686
Câmara Municipal Junto com você - parte 2

Azambuja prevê diminuir importação do que pode ser suprido por agricultura familiar de MS

Pequeno produtor é foco da feira Tecnofam, que acontece no mês de abril em Dourados

13 MAR 2018
Amanda Amaral
17h49min
Foto: Wesley Ortiz

Foi lançada oficialmente nesta terça-feira (13) a 3ª Tecnofam (Tecnologias e Conhecimentos para Agricultura Familiar), que acontece entre 17 e 19 de abril, em Dourados. No evento, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou aquisição de mais equipamentos de campo e estratégias de produção e acesso ao pequeno produtor.

Assim, diminuir a importação do que Mato Grosso do Sul tem capacidades de produzir, e que representam mais de 50% do que compõe a alimentação básica do brasileiro. “É preciso organizar a cadeia construtiva, de fomento e formação, pois há um horizonte promissor, em um mercado que existe. Em 2018 teremos equipamentos novos, já compramos mais de dois mil, de irrigação, adubamento, estufa, etc.”, disse.

Ainda, o governador diz que o governo passou por processo recente de aumentar acesso a terras, tornar propriedades improdutivas em produtivas, e que o segundo passo é dar sustentabilidade à agricultura familiar.  

Em todo o país, segundo dados da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead),cerca de 4,4 milhões de famílias agricultoras, sendo que o setor responde por sete em cada dez postos de trabalho no campo.

O evento é realizado pela Embrapa, e, na segunda edição, realizada em 2016, reuniu cerca de 1500 pessoas.  O evento tem apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), da Prefeitura Municipal de Dourados, além da Associação de Produtores Orgânicos de Mato Grosso do Sul (APOMS), entre outros.

De Terenos, a produtora Lindemar Rodrigues Oliveira participou da última feira e diz que teve resultados positivos, mas que falta espaço para concorrer com marcas maiores e ofertar seus produtos em mercados e outros comércios. “Ainda não há vantagem para eles, e o incentivo pode ser maior por parte do governo. Vendendo em feiras não há grandes chances de crescer, infelizmente”, diz, em estande montado no local, onde apresentava seus doces, que produz há mais de 20 anos.

Em 2018, a Tecnofam deve reunir agricultores familiares, técnicos de assistência técnica, estudantes, acadêmicos e professores, além da população urbana interessada em conhecer as tecnologias voltadas para o setor agrícola de base familiar.

Veja também