conadhe
tjms
(67) 99826-0686

Black Friday Brasil/Bolívia deve oferecer produtos com 20% a 70% de desconto

Em Corumbá, a Black Friday acontecerá entre os dias 13 e 14 de outubro

7 OUT 2017
Diário Online
08h54min
Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense
economia-interna1
99

Brasil e Bolívia, nas cidades fronteiriças de Corumbá, Puerto Quijarro e Puerto Suárez, anunciaram uma parceria inédita visando o incremento do fluxo comercial na região. O famoso Black Friday, período de grandes ofertas e descontos, acontecerá, pela primeira vez, de forma concomitante entre os dois países. A ação está sendo coordenada pela Prefeitura de Corumbá, ACIC - Associação Comercial e Empresarial, SindVarejo e CAINCO - Cámara de Industria, Comercio y Servicio - da província de Germán Busch, que engloba os municípios bolivianos de Puerto Quijarro, Puerto Suárez e El Carmen Rivero Torrez.

Renato Lima, secretário Municipal de Indústria, Comércio e Produção Rural de Corumbá, explicou que o evento vem ao encontro de uma nova maneira de enxergar a fronteira. Segundo ele, uma região com grande potencial comercial, mas que sempre foi vista de costas por parte dos brasileiros que aqui residem.

“Nossa fronteira é viva e entendemos que precisamos melhorar a relação comercial com ela. Inicialmente, faríamos no dia 24 de novembro, porém o Black Friday da Bolívia acontece agora em outubro e resolvemos agregar com nossos irmãos bolivianos, com os ladarenses para atingirmos toda essa região e fazer uma mobilização internacional. Entendo que temos um mercado de 150 mil consumidores, unindo essas cidades do Brasil e da Bolívia em nossa fronteira. Esse mercado foi pouco explorado ao longo dos anos e queremos ampliar com essas ações e demais outras que virão”, afirmou.

Em Corumbá, a Black Friday acontecerá entre os dias 13 e 14 de outubro, na área central, porém não se restringirá aos estabelecimentos comerciais dessa área, como explicou o secretário Renato ao afirmar que haverá um grande feirão com concessionárias de veículos e a presença de bancos que estarão oportunizando créditos à população. Além disso, lojistas de outras partes da cidade também  poderão expor e comercializar seus produtos em tendas que serão instaladas nas ruas do comércio central.

“É uma ação da cidade e não apenas do centro comercial, então pedimos a colaboração dos moradores dessa região sobre a interdição das ruas e toda a estrutura e fluxo de pessoas que se concentrarão mais no sábado, dia 14”, disse ao lembrar que ações como essa são oportunidades de bons negócios para o público e também para os comerciantes.

“Nesse tempo de crise, tem determinados períodos do ano que vem diminuindo a movimentação e é justamente quando o Poder Público tem que atuar para mobilizar as questões comerciais, para movimentar o PIB que puxa a geração de emprego e renda, o desenvolvimento, sendo esses nossos objetivos”, disse.

economia-interna2
nando viana

Veja também