(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Comerciantes mais antigos solicitam apoio do Poder Público

Economia

23 OUT 2013
Aline Oliveira
14h00min
Mamede Amorim - Magno Presentes

 

O prédio da Antiga Rodoviária, localizado na região central da cidade vive um momento de expectativa com a vinda de novos comerciantes que apostam na estrutura e localização do local.  Abandonado desde a mudança do terminal interestadual e intermunicipal para um novo prédio construído na região sul, saída para São Paulo, os proprietários e locatários lutam para sobreviver e modificar a situação de desamparo decorrente do afastamento dos clientes e da falta de apoio do poder público.

 

Segundo os representantes dos comerciantes, 15 novos empreendimentos devem se instalar até o final do ano e aqueles que estão a mais tempo aguardam com otimismo a reocupação de parte das 215 lojas existentes no prédio.

 

Um dos comerciantes que comemora a mudança é Atanaíde Tanaka, proprietário de uma Agência que vende passagens rodoviárias e aéreas. Ele conta que trabalha na Antiga Rodoviária há 30 anos e participou de vários momentos históricos do local. “Iniciei minhas atividades trabalhando em empresas como Motta e Andorinha e quando houve a mudança do terminal percebi que muitas pessoas encontravam dificuldade para comprar passagens. Resolvi então montar a loja, acreditando que as coisas iriam melhorar e ainda acredito”, declarou.

 

Tanaka conta que a vinda de novos comerciantes será muito positiva para o centro comercial e lembra que vários órgãos e a Prefeitura afirmaram que iriam ajudar os comerciantes a recuperar os clientes, porém até o momento nada de concreto foi feito. “Em alguns momentos chega a desanimar, mas não deixo a negatividade tomar conta e continuamos trabalhando para reverter a situação. Há um mês nos reunimos com representantes da Associação Comercial que se comprometeram a fazer uma ação e nos ajudar. Nos reunimos também com o Conselho de Segurança do Centro e contamos agora com policiamento ostensivo da Polícia Militar. Tenho certeza que a somatória de atitudes proporcionará a volta dos frequentadores”, analisou o empresário.

 

Outro empresário que está no local há 28 anos é Mamede Fernando Amorim proprietário de uma loja de CD’s e acessórios diversos. Ele lembra que sempre teve um ótimo movimento e espera que a inauguração de novos empreendimentos atraia os freqüentadores. “Acho que a vinda de novas lojas será boa, quanto mais opções tivermos melhor. No entanto, acho que ainda pode melhorar mais. Só falta mais atenção da Prefeitura, uma reforma pelo menos na parte que pertence ao Executivo, com o asfaltamento da antiga plataforma. Com cada um fazendo sua parte, conseguiremos recuperar os bons tempos da Rodoviária”, ressaltou.

 

Em abril deste ano, o  Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Planurb) divulgou que já existe um plano de trabalho para revitalização do bairro Amambaí e no entorno Rodoviária. Segundo o diretor-presidente, Valter Cortez, o instituto está trabalhando em uma série de estratégias pela valorização de todo entorno da Antiga Rodoviária.

 

“Nossa proposta inclui convênios com demais órgãos fomentando a criação de microcréditos aos comerciantes, para que possam se adequar as mudanças propiciadas pelo poder público que detém 1/3 do prédio da Antiga Rodoviária. Além disso, queremos propor parcerias entre a rede hoteleira e o Ministério do Turismo e a readequação das vias, como por exemplo, o alargamento da Rua Joaquim Nabuco, melhorando assim o tráfego na região. Na proposta, o prédio receberá um moderno projeto de iluminação e poderá ser visto em outras partes da cidade”, comentou Cortez.

 

Acompanhe as reportagens anteriores:

 

 

Mamede Amorim - Magno Presentes
Mamede Amorim - Magno Presentes
Mamede Amorim - Magno PresentesAtanaíde Tanaka - Agência de Viagens

Veja também