(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Gol terá que indenizar passageiros que compraram passagens com cobrança irregular

Indenização

22 OUT 2013
Aline Oliveira
15h25min
Fotografia: Michel Filho

A Justiça do Distrito Federal condenou a companhia aérea Gol a pagar R$ 24 milhões  a cerca de quatro milhões de clientes por cobrança irregular do seguro chamado de assistência a viagem premiada. A ação civil pública foi ajuizada em agosto de 2011 pelo Ministério Público do DF e Territórios, por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor. A decisão cabe recurso e a assessoria da empresa informou que irá recorrer.

 

Segundo relato na ação, entre janeiro e dezembro de 2008 o MPDFT constatou que a opção “assistência a viagem premiada” não podia ser desmarcada quando a compra de passagem aérea era realizada pelo site da companhia. Ou seja, a empresa induzia à compra, e muitas vezes o passageiro nem se dava conta que havia contratado o serviço.

 

Ao camuflar o seguro, a Gol desrespeita o artigo 6° do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que exige a divulgação sobre o consumo adequado dos produtos e serviços. A Justiça ainda não informou quem são os consumidores com direito a receber a restituição ou como será feita a partilha.

Veja também