(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

MS segue tendência nacional e aponta crescimento de 40% para o setor de panificação

9 OUT 2013
Ana Rita Chagas
11h21min
Capacitação reforça crescimento no setor de panificação em MS

O segmento de panificação e confeitaria apontou um crescimento significativo no país, em 2012. Dados da Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria (ABIP) e do Instituto Tecnológico de Panificação e Confeitaria (ITPC) indicaram uma ascensão de 11,6% para o setor, com um faturamento de R$ 70,29 bilhões.Seguindo a projeção nacional, a indústria da panificação do Estado fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 90,7 milhões. 

De acordo com a Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul ( Fiems), para 2013 a estimativa de crescimento é de até 40% sobre este montante. O percentual injetaria na economia de MS R$126,9 milhões. A previsão da movimentação financeira é baseada nos cálculos do Radar Industrial da Fiems. 

Conforme o presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Estado (Sindepan/MS), Raul Alves Barbosa, um dos aspectos que contribuiu para o desenvolvimento do setor foi a modernização constante das empresas, tanto no quesito infraestrutura, quanto na aquisição de novos maquinários. “O bom desempenho também é fruto da adesão do consumidor por novidades, já que os clientes estão sempre querendo experimentar”, afirma. 

Segundo Barbosa, a oferta de cursos e a busca por consultorias para ampliar a gestão de negócios também foram fatores determinantes para a expansão de mercado em Mato Grosso do Sul. 

A constatação positiva sobre o segmento também é observada pelo gestor do ITPC, Lino Bianchini, que há mais de sete anos acompanha a curva ascendente do mercado de panificação e confeitaria no Estado. “Há panificadoras, na Capital que estão ampliando seus atendimentos para a comodidade dos clientes, oferecendo serviços de serv selfice, lanches e café da manhã", diz Lino Bianchini, ressaltando a importância da variedade dos serviços. "É uma tendência não apenas nas capitais brasileiras, mas em pequenos municípios também. A confeitaria vem se destacando na linha de pães e doces especiais tudo para atender o dia a dia do consumidor", acrescenta o gestor.

Pelos dados do Sindepan, atualmente o segmento de panificação conta com cerca de 600 estabelecimentos em todo o Estado, abrigando em torno de 12,5 mil trabalhadores. Em Campo Grande o número de empresas chega a 250, empregando seis mil industriários. 

Para quem tem interesse em investir nessa área, Bianchini destaca que o momento é próspero e tem aquecido a economia do país. "Antes de mais nada, a pessoa precisa fazer um plano de negócios, ter um estudo detalhado da área de produção e logística. O ponto chave é a busca por informações sempre, não ficar no trivial. A busca por auxílio e qualificação profissionais é sempre muito importante", afirma Bianchini.

Veja também