Corrida Cassems
(67) 99826-0686

Sindicatos industriais apresentam ações durante capacitação de atuação articulada com a Fiems

Capacitação começou na segunda-feira e termina nesta sexta-feira

14 SET 2017
Da Redação
13h06min
Foto: Divulgação

Como parte da capacitação promovida pela Fiems em parceria com a CNI (Confederação Nacional da Indústria) para de implantação do modelo de atuação articulada entre as áreas de mercado do Sesi, Senai e IEL com os sindicatos industriais, os representantes sindicais apresentaram, nesta quinta-feira (14/09), as ações que desenvolvem e como pretendem apresentar os serviços às empresas associadas.
 
Segundo o especialista em desenvolvimento mercadológico da Unidade de Relações com o Mercado da CNI, Thiago Endres, o projeto tem como objetivo ampliar a oferta de soluções do sistema às indústrias e estimular o associativismo, contemplando a implantação de alguns processos de operação para fazer com que os sindicatos industriais atuem de forma mais próxima às áreas de mercado e assim consigam levar os produtos do Senai, Sesi, do IEL e da própria federação para as indústrias e também os agentes de mercado ajudem a promover o associativismo.
 
“Essa capacitação começou na segunda-feira (11/09) e termina nesta sexta-feira (15/09). Hoje estamos fazendo as apresentações das ações dos sindicatos industriais, que visam o compartilhamento de informações com as áreas de mercado do Sesi, Senai e IEL. A ideia é uma troca de informações, porque na semana que vem eles já começam a ir para o mercado, visitando empresas”, explicou Thiago Endres.
 
Ainda conforme ele, a capacitação é fundamental, porque a forma de melhorar a indústria é conhecendo seu portfólio de soluções. “Você identifica as principais dificuldades da indústria e com essas informações você consegue encaixar as soluções. Se não há conhecimento sobre o que pode ser oferecido, o sindicato deixa passar algumas oportunidades. Com conhecimento, ele pode ajudar o empresário a encontrar a melhor solução para o desenvolvimento da sua empresa”, acrescentou.
 
Segundo o presidente do Sindigraf/MS (Sindicato das Indústrias Gráficas do de Mato Grosso do Sul), Julião Flaves Gaúna, a troca de experiências favorece o fortalecimento dos sindicatos e das indústrias e, consequentemente, de todo o Sistema Fiems. “Apresentamos o que o Sindigraf oferece para os associados e mostrar a visão dos associados com relação aos serviços disponibilizados pelo Sesi, Senai e IEL. Entendo que assim cumprimos com a proposta do projeto, que é incorporar os serviços do Sistema Fiems com as bases sindicais e fazer interação com outros sindicatos. Ao apresentarmos os serviços que cada sindicato oferece, trocamos experiências e aprimoramos o que já fazemos, nos fortalecendo, principalmente nesse momento em que os sindicatos perderam a contribuição obrigatória”, afirmou.
 
Já o presidente do Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Fiação e Tecelagem do Estado), José Francisco Veloso Ribeiro, a apresentação oferece uma troca de experiências entre os sindicatos industriais e as casas que compõem o Sistema Fiems. “É importante esse programa que está sendo consolidado para que seja praticada não só na defesa de interesse da indústria, como também na proposta de levar todos os serviços de forma coordenada para as empresas de Mato Grosso do Sul. No caso do segmento do vestuário, temos praticado de forma estruturada esse serviço com apoio do Sistema Fiems já. Com esse trabalho em conjunto, um plano de ação mais forte vai ser muito importante para que o nosso segmento se desenvolva ainda mais”, concluiu.

Veja também