FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Lets - Educacao

Autor da resposta da música '50 reais', jovem cantor fala sobre a batalha pelo sucesso

Erick Lima ganhou destaque após ter vídeo exibido durante o programa Xuxa Meneghel

5 DEZ 2016
Dany Nascimento
07h58min
Foto: Divulgação

Com o apoio da família, o jovem Erick Lima, hoje técnico em informática, deu início ao sonho de ter o talento musical reconhecido e se deparou com muitos 'nãos', mas mesmo assim continuou alimentando o objetivo de seguir carreira na música sertaneja. O rapaz sempre manteve os pés no chão e, ao lado do pai, Messias Barbosa, conseguia pequenos espaços para interpretar suas canções, recebendo o aplauso daqueles que paravam para ouvir o timbre musical do jovem sonhador.

Mas, o inesperado veio e deixou os dias do cantor obscuros com a perda do pai. "Ele sempre me incentivava, já chegou momentos que ouvíamos tantos nãos, que eu cheguei a falar que queria desistir e ele dizia, que não era para desistir, que eu ia conseguir mostrar meu talento. Mas um dia, estávamos em casa e meu pai começou a passar mal, levei ele para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), as horas foram passando e ele não saía e realmente não saiu mais com vida daquele lugar", conta Erick.

Diante do triste ocorrido, Erick se viu sem forças para continuar a carreira, assumindo o lar da família, já que com a partida do pai, se viu na responsabilidade de ajudar a mãe, Elizabet Vilhalva, e a pequena Larissa Flores Lima, que tinha apenas um mês de vida quando se despediu do pai.

O jovem diz que tentou algumas vezes pegar o violão e interpretar canções, mas se via rodeado de lágrimas e logo desistia. Com o tempo, Erick conseguiu voltar a cantar e hoje, com 7 milhões de visualizações no YouTube, recebeu um convite do maestro Pinóquio para gravar um clipe em Goiânia e promete muitas surpresas no cenário musical.

Confira abaixo a entrevista completa com o cantor:

TopMídiaNews: Como foi sua luta ao lado do seu pai para dar início a carreira musical?

Erick Lima: Antes do meu pai falecer, ele sempre batalhava comigo para conseguir fazer shows, tentava apresentações em bares, buscávamos barzinhos para fazer apresentações. Eu nem tinha intenção de colocar na internet, mas hoje em dia é difícil ter uma oportunidade nos bares aqui de Campo Grande. Às vezes, eu conseguia cantar duas músicas em alguns lugares, mas tínhamos que esperar até 4 horas da manhã para conseguir cantar uma música. Às vezes não dava, esperávamos à toa porque dava o horário de fechar e não dava certo a apresentação. Meu pai, no outro dia, tinha que ir trabalhar e ele ia, sempre me acompanhava, e ia trabalhar. Sempre estava comigo, às vezes eu falava que, de tanto não que recebia, achava melhor parar, mas ele falava que eu não ia parar, sempre firme no que dizia.

TopMídiaNews: Como foi perder aquele que estava diariamente batalhando do seu lado para a conquista desse sonho?

Erick Lima: Nasceu minha irmãzinha e depois de um mês ele faleceu, foi bem difícil pra mim. Na época eu não trabalhava, ele não queria que eu trabalhasse, ele queria que eu focasse na música. Ele que trabalhava, comprou um violão pra mim e até hoje eu toco com o violão que ele me deu. Quando ele faleceu, eu praticamente larguei a mão de tudo, comecei a trabalhar, tinha que manter a casa. Até então, meu primo não morava com a gente, hoje ele mora. Meu pai faleceu de infarto, levei ele no UPA, fiquei a madrugada inteira esperando ele sair e ele não saiu. Eu levei ele porque se sentia muito ofegante, mas infelizmente ele não aguentou. Eu sou uma pessoa que acredita muito em Deus, dos mistérios de Deus ninguém sabe. Ficou eu, minha mãe e minha irmã. Daí meu primo veio morar com a gente, ele já tinha morado com a gente antes e agora voltou a morar.

TopMídiaNews: Após a perda, quem te deu oportunidade para se tornar técnico de informática?

Erick Lima: Meu tio me ajudou muito, me ensinou a trabalhar com informática, aprendi do zero, ele me deu a oportunidade de emprego. Depois disso, eu não conseguia tocar, ia tocar e a lágrima escorria. Até então, eu sempre fui ligado à internet, postava vídeos às vezes, mas nada muito sério.

TopMídiaNews: Como surgiu a ideia de criar um canal no YouTube?

Erick Lima:Eu via as pessoas fazendo cover de alguns artistas e tive a ideia de criar um canal no YouTube pra mim. Fiz meu primeiro vídeo super tímido, gravei uma música do Lucas Lucco que tinha acabado de lançar. Nesse clipe que gravei deu 10 mil visualizações em uma semana. Gostei e comecei a fazer outros. As pessoas comentavam que eu cantava bem e isso me incentivou. Aumentaram as inscrições, tive 200 inscrições em uma semana. Agora tenho 7 milhões de views em 11 meses. Sempre gravo as músicas em evidência. O diferencial do meu canal também são as respostas, fiz a da música 50 reais, que agora tem 4 milhões de views. Achei a história engraçada e vi como seria o outro lado.

TopMídiaNews: As pessoas te reconhecem na rua?

Erick Lima: As pessoas falam mais comigo pelo Instagram, em todas as redes, as pessoas pedem música, pedem parceria. Aqui tem uma menina que ensina a fazer materiais recicláveis no YouTube e é destaque também. Com o meu, somos os dois maiores do Estado. Um rapaz que trabalha em um mercado, o nome dele é Anderson,  me chamou esses dias depois que eu tinha terminado de fazer compras com a minha mãe. Eu pensei que era para chamar atenção, olhar alguma coisa na compra, minha mãe estava vindo atrás, daí quando cheguei perto, ele perguntou se eu era o rapaz do YouTube, eu disse que sim e ele falou que era meu fã, que acompanhava meu trabalho. Eu mandei abraço no vídeo para ele. Foi bem legal isso, me pegou de surpresa. Para ter mais de 100 mil pessoas é muita coisa, é difícil conseguir. Tem pessoas que estão há três anos, quatro anos tentando e não conseguem.

TopMídiaNews: Com a grande quantidade de acessos, já conseguiu ganhos com o canal?

Erick Lima:Tenho, não é muito, mas ajuda. Eu tive que aprender como mexer com as coisas, eu busquei como funciona a questão do YouTube, o canal é seu, apenas monetizam o canal, segundos de propaganda que geram ganhos, dependendo da quantidade de visualizações.

TopMídiaNews: Quais são os artistas que você mais admira do Estado?

Erick Lima: Do Estado, eu acho que o Luan Santana se destaca. Ele é um cara diferenciado, ele acerta no que faz, ele aposta no talento dele, nos fãs dele, é um cara visionário. Eu gosto muito também da dupla Alex e Yvan, acredito que eles também merecem sucesso nacional.

TopMídiaNews: O que sonha para o futuro?

Erick Lima: Sonho com uma carreira promissora, sonho viver da música e dar conforto melhor para minha família. Agora sem meu pai fica bem mais difícil. Fechamos parceria em Goiânia, vamos fazer um projeto agora, gravar um clipe de uma música que é composição de um amigo meu. Vamos mexer esse projeto junto com maestro Pinóquio. Através da internet, um rapaz que vai lançar uma marca de boné e camisa, fechamos como patrocínio e as pessoas já começam a ver o produto. trocamos algumas composições, porque ele também compõe, daí falou que gostou do meu trabalho e disse que ele e o pai dele tinham interesse em me ajudar. Ele tinha mandado as músicas dele para o maestro Pinóquio, dai fui para Goiânia, nem tinha ideia dele me produzir, mas fomos lá conversar com ele. Deu maior atenção pra gente, no outro dia voltamos para conversar e o maestro perguntou qual música queríamos gravar e ele mostrou a que ele mais gostou, uma letra que eu tinha gostado. Ele já lançou muitos artistas, com músicas que ganharam destaque, trabalha com isso há muito tempo. Abracei essa oportunidade. Agora vamos produzir essa música, nem imaginávamos que iríamos produzir com ele. Eu pedi uma oportunidade e duas portas se abriram, porque recebemos uma proposta de Cuiabá também.   

 

Confira abaixo a música resposta 50 reais criada por Erick:

Veja abaixo uma composição de Erick, "Um homem apaixonado"

Veja também