(67) 99826-0686
Bartz - IPTU 2018

Até casamento de filha de Cunha teria sido pago por propinas, aponta Lava Jato

MPF apontou desvio de dinheiro público na festa da filha do político, preso nesta quarta-feira (19)

19 OUT 2016
Folha de São Paulo
16h37min
Foto: Pedro Ladeira

No pedido de prisão do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), o Ministério Público Federal apontou o uso de dinheiro "proveniente de crimes contra a administração pública" para pagar o casamento de uma das filhas do peemedebista.

Conforme noticiou a Folha de São Paulo, o casamento de Danielle custou R$ 267.384, considerando apenas os serviços prestados pelo hotel, sem outros prestadores.

O Copacabana Palace emitiu nota fiscal de R$ 266.205,90 pelos serviços prestados em favor da empresa C3 Produções, que pertence à Claudia Cruz, e R$ 1.178,10 em favor de Danielle. No entanto, a Receita Federal verificou que não há lançamentos contábeis relativos às despesas. Não foram localizados os pagamentos nos extratos e também não foram identificados saques nas contas bancárias de Danielle, tudo de acordo com a força-tarefa.

"Ao que tudo indica, a maioria dos pagamentos das despesas do casamento foi feito em dinheiro, muitas vezes de forma fracionada e sem a identificação do depositante", escreveu a Receita ao Ministério Público Federal. Pagamento fracionado e em dinheiro vivo é um método clássico para evitar que se descubra quem fez o depósito.

"Resta claro que o dinheiro usado para o pagamento do casamento de Danielle Ditz da Cunha era proveniente de crimes contra a administração pública praticados pelo seu pai", concluiu a força-tarefa. 

Veja também