(67) 99826-0686
PMCG IPTU 2019

Avó de Jojo Todynho é assaltada, cantora expõe revolta em vídeo e é hostilizada

Funkeira acabou sendo vítima de manifestações de ódio por parte de alguns internautas

13 OUT 2018
TV Foco
10h03min
Foto: Reprodução/Facebook

Algo bastante trágico aconteceu com a avó da cantora Jojo Todynho. Segundo divulgou a artista em uma série de stories no Instagram, a familiar foi assaltada por bandidos. Na rede social, Jojo expôs todo o seu repúdio contra a criminalidade e os bandidos no Brasil, mas acabou sendo vítima de manifestações de ódio por parte de alguns internautas. A candora iniciou o vídeo lamentando o fato de o incidente ter acontecido logo em seu aniversário.

“Belo presente de aniversário, né. Minha vó sai para fazer as coisas dela, né, e é abordada por quatro marginais. Minha vó, minhas tias. Botando arma na cara da minha avó. É o Brasil. Esse é o Brasil que as pessoas tanto depende (Sic.). Sabe para onde eles têm que ir? Para os quintos dos infernos. Não tenho pena de vagabundo não. Porque antes de chorar a minha avó, a minha mãe, minha família, tem que chorar a deles, entendeu?”, começou Jojo.

“Vocês têm pena? Eu não tenho pena não. Vem falar que eles são vítimas da sociedade? Vítima da sociedade é minha avó. Uma senhora de 74 anos que tem os seus problemas de saúde e tem que receber fuzil dentro da cara. Até quando? Acorda Brasil, acorda. Vocês estão dormindo. Eu quero justiça, e esse Brasil vai mudar. Acorda. Acorda e começa a ver o que está acontecendo”, prosseguiu.

Jojo ainda fez críticas aos “direitos humanos” e clamou por mudança, o que foi visto por muitos como um apoio ao candidato Jair Bolsonaro. “São vítimas não. Bando de marginal, e marginal sabe onde tem que estar? Na vala, não tenho pena de vagabundo, não tenho”, comentou. “Toda mentirada vai vim à tona. Quero ver as línguas se bater. Quero mudança. Isso é uma revolta, você sair de casa sem saber se vai voltar, rapá. Parem de defender vagabundo. Acorda Brasil. Acorda”, disse.

Depois, o nome dela figurou entre os assuntos mais comentados no Twitter, com muitas críticas de seus antigos “fãs”. “Jojo Toddynho gravou vários stories apoiando o ‘capitalismo’ e que marginal tem que morrer, que direitos humanos têm que acabar e que o Brasil precisa de ‘mudança’. Eu espero que vocês entendam nas entrelinhas que ela apoiou o Bolsonaro e façam essa mulher desaparecer ok?”, comentou um internauta.

“A partir de agora não daremos mais visibilidade ao trabalho de Jojo Toddynho, só quando ela fracassar pra fazer de chacota mesmo. Ameba aproveitadora”, comentou outro. Apesar dessas mensagens, muitas pessoas passaram a defender a dona do hit “Que Tiro Foi Esse” após essas manifestações.

“A galera triste e surpresa que uma mulher como Jojo Toddynho odeia bandido. Eu sei que do apartamento de vocês é difícil entender mas pobre e morador de favela é o que mais sofre com a criminalidade, quem tem pena é você playboy q pode ser assaltado e comprar um celular no dia seguinte”, disse uma jovem na rede social do passarinho azul.

Veja também