zé ramalho
RACIONAIS
(67) 99826-0686

Bolsonaro vai processar fotógrafo que publicou imagens de diálogo com o filho

10 FEV 2017
Extra Globo
09h55min
Foto: Extra Globo

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) disse que vai processar, por invasão de privacidade, o fotógrafo que publicou no Facebook imagens que mostram o parlamentar travando um diálogo duro via Whatsapp com o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), seu filho de 32 anos. O parlamentar afirmou que não vai discutir o teor ou a autencidade das mensagens.

Segundo o fotógrafo Lula Marques, as imagens foram feitas no último dia 2 de fevereiro, quando Bolsonaro, o pai, teve apenas quatro votos na eleição para presidente da Câmara dos Deputados. Ele não contou sequer com o voto do filho Eduardo, que não compareceu à sessão.

- Quando soube que ele era candidato, me posicionei para fotografá-lo. Mas só ontem (nesta quarta-feira), ao rever o material, vi o conteúdo do diálogo - contou ao Extra o fotógrafo. - De início, publiquei fotos de dois trechos. Mas decidi divulgar o material com todo o diálogo depois de sofrer ataques de apoiadores do Bolsonaro. Este segundo post foi deletado pelo Facebook por volta das 10h de hoje (quinta).

Marques ainda acrescenta:

- Espero que me processe. A foto mostra que ele dá o mesmo tratamento aos filhos que tem com mulheres e gays.

De acordo com as imagens, que circulam pelas redes sociais, o diálogo que aparece na tela do smartphone começa com muitas mensagens de Bolsonaro para o filho:

“Papel de filho da puta que você está fazendo comigo. Tens moral para falar do Renan? Irresponsável (Jair tem um filho chamado Renan).

“Mais ainda, compre merdas por aí. Não vou te visitar na Papuda”.

“Se a imprensa te descobrir aí, e o que está fazendo, vão comer seu fígado e o meu. Retorne imediatamente”.

Eduardo Bolsonaro, então, segundo as imagens publicadas, responde para o pai.

“Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho, calma lá”.

De acordo com Jair Bolsonaro, a atitude de Lula Marques consiste em invasão de privacidade.

- Não vou discutir o teor das mensagens, se é verdade ou não. Vou processar o fotógrafo, que já sei quem é, por invasão de privacidade - disse o deputado ao Extra.



 

 

Veja também