Construa tudo
Liceu
(67) 99826-0686

Condenação de Lula vira assunto na CCJ, onde deputados debatem denúncia contra Temer

Ex-presidente foi condenado a nove anos e meio de prisão no caso do Guarujá

12 JUL 2017
O Globo
15h40min
Foto: André Coelho/O Globo

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sergio Moro invadiu o debate que acontece na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) sobre a denúncia por corrupção passiva contra Temer. A decisão saiu enquanto o líder do PT tinha a palavra para falar contra Temer. Em seguida, em nome do Solidariedade, o deputado Wladimir Costa (PA) comemorou a condenação de Lula. E comparou Lula e Temer. Para ele, enquanto Lula é um homem que nunca trabalhou, Temer é um honesto, e um bem-sucedido constitucionalista.

— Lula finalmente terá suas madeixas raspadas. É a primeira condenação diante de inúmeras que virão. Veja a comparação: Temer, escritor,não sei quantos livros vendidos. Lula: nunca trabalhou na vida, viveu eternamente as custas do trabalhador brasileiros — disse, continuando:

— Lula agora é um condenado e além de condenado não pode ser candidato é um homem sujo, indigno, chora oposição — disse e dirigindo-se a correligionários do ex-presidente, sugeriu:

— Leva um sanduíche, uma garrafa de 51, porque agora ele vai ter que cumprir pena. Viva Moro. Temer é honesto, mas Lula é bandido, aqui Temer será ovacionado.

Em seguida, era a vez de a deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ) falar. Ela saiu em defesa de Lula na primeira parte de seu discurso, breve, mas em seguida partiu para seu posicionamento a respeito da denúncia contra Temer.

— Essa condenação certamente será revertida, é uma condenação totalmente sem provas. Ele voltará eleito — disse a deputada, provocando altos risos do deputado que a precedeu.

Ela então respondeu:

— Pode rir, quem ri por último ri melhor.

Veja também