Chapadão do Sul
tjms
(67) 99826-0686

Em plebiscito, portorriquenhos optam pela anexação aos Estados Unidos

O índice superou amplamente a preferência pela independência, que obteve 1,5% dos votos

12 JUN 2017
Agência Brasil
10h31min
Foto: Reuters

Em plebiscito realizado nesse domingo (11) sobre o status jurídico de Porto Rico, 97,17% dos eleitores optaram pela anexação do país aos Estados Unidos.

O índice superou amplamente a preferência pela independência, que obteve 1,5% dos votos. Apenas 1,3% optou pelo status atual de Estado Livre Associado (ELA).

Logo após os resultados serem divulgados, o principal partido de oposição de Porto Rico, o Partido Popular Democrático (PPD), disse, por meio de seu presidente, Héctor Ferrer, que os resultados estão "longe" de serem significativos e constituem derrota para o governador Ricardo Rosselló.

Apesar de a anexação ganhar com mais de 97% dos votos, oito em cada dez eleitores não compareceram às urnas. "Foram para a rua, à praia, ao rio. Não se importaram (os eleitores). Perderam a anexação e Rosselló. Não conseguiram a maioria", disse Ferrer em entrevista.

Nesse sentido, o diretor de campanha e vice-presidente do Partido Novo Progressista (PNP), Thomas Rivera Schatz, defendeu a vitória da anexação e deu pouca importância para a queda de votos em relação ao plebiscito de 2012. Naquela ocasião, a anexação conseguiu mais de 800 mil votos.

"Em Porto Rico, somos pouco mais de 3 milhões de habitantes e nos EUA há agora mais de 5 milhões", ressaltou.

O plebiscito ocorreu sem maiores incidentes, exceto pela queima de bandeiras americanas por parte de independentistas em frente à Comissão Estatal de Eleições em San Juan, após a votação. Houve também denúncias de irregularidades em alguns centros de votação, sem gravidade.

Veja também