Corrida Cassems
studio center
(67) 99826-0686

'Fui estuprada pelo último homem que poderia imaginar', revela atriz Giselle Itié

Em depoimento à famosa revista, atriz da Record desabafa e conta estupro

11 JAN 2017
Blasting News
14h30min
Foto: Blasting News
geral-interna1
semana do transito

Nesta semana, a atriz Giselle Itié decidiu falar mais uma vez sobre um triste episódio em sua via. Contratada da Record e namorando o ator Guilherme Winter, que fez o Moisés em 'Os Dez Mandamentos', a profissional da dramaturgia disse que um ex-companheiro seu a abusou sexualmente.

A passagem impactante foi exposta ao público pela mulher que faz histórias bíblicas. Em entrevista à Revista Glamour, Itié contou como tudo aconteceu. De acordo com ela, o estupro aconteceu quando ela era menor de idade. A famosa tinha apenas dezessete anos e não tinha consciência do que era um relacionamento abusivo.

Segundo a atriz, essas agressões aconteceram apenas porque ela é mulher e, assim como ela, muitas outras vítimas do sexo feminino são agredidas diariamente pela sociedade. O homem que abusou de Giselle tinha trinta e dois anos. Mesmo com os 15 anos de diferença, na época, a atriz não via o menor problema.

De acordo com a famosa, ela era de uma família tradicional e tinha o sonho de se casar virgem. Por isso, nunca havia tido uma relação sexual com o então namorado. Itié ainda chama a família e a sociedade de machista, que proibiam coisas como uma simples dança. "Feche as pernas, endireite as costas", lembra a atriz, que dizia obedecer o conselho da família, mas sempre fazendo questionamentos sobre eles.

Os pais, mesmo a contragosto, acabaram deixando que ela viajasse para um sítio, no qual tinham muitos quartos. Inicialmente, a proposta foi de que cada um ficaria em uma casa. No entanto, à noite os namorados sempre se encontravam. A atriz lembra que isso trazia uma sensação forte de paixão, mas que em determinada noite o namorado acabo pegando muito pesado e tentou fazer sexo sem permissão com ela.

A famosa lembra que seu amor foi substituído por um homem ofegante. Mesmo pedindo que ele saísse de cima dela, o namorado continuava e só desistiu da ideia depois que ela começou a chorar. Ele então saiu do quarto com raiva. A profissional da dramaturgia lembra que seu sentimento foi de culpa e alívio ao mesmo tempo. "Fui estuprada pelo último homem que eu poderia imaginar", desabafou ela.

Veja também