TJMS
re9
(67) 99826-0686

Jim Carrey é denunciado pela morte da ex-namorada em Los Angeles

Brigid Sweetman alegou que o artista teria fornecido substâncias para Cathriona, mesmo sabendo que ela enfrentava depressão

12 OUT 2016
Dany Nascimento
08h43min
O ator foi ao enterro da ex-namorada Foto: Niall Carson/PA via AP

A mãe da ex-namorada do ator Jim Carrey denunciou o artista por negligência em relação a morte da filha, que se suicidou em setembro de 2015 com uma overdose de pílulas.

Cathriona White tinha 30 anos quando cometeu o suicídio e conforme o portal "TMZ", Brigid Sweetman, mãe de White, apresentou uma denúncia contra o ator canadense em Los Angeles, que se soma ao processo movido em setembro por Mark Burton, marido de White no momento de sua morte, apesar de estarem separados.

O advogado de Jim Carrey, Martin D. Singer negou as acusações por meio de comunicado através da revista "People", alegando que as duas denúncias são manejadas pelo mesmo advogado, Michael Avenatti.

"É compreensível que uma mãe que perdeu sua filha busque alguém a quem culpar. Mas dirigindo sua pena e ódio contra Jim Carrey e unindo-se à ridícula tentativa deste advogado (Avenatti) de capitalizar o suicídio de Cathriona, a senhora Sweetman caminha pelo mesmo caminho obscuro que Mark Burton".

As denúncias alegam que o ator adquiriu as substâncias com nome falso e forneceu para a ex-namorada, mesmo sabendo que ela estaria passando por um momento de depressão e já havia tentado contra a própria vida.

Além disse, a mãe afirmou ainda, que o ator teria contagiado White com três doenças sexualmente transmissíveis: clamídia e herpes I e II. Segundo Sweetman, o ator ameaçou sua filha para que não dissesse nada sobre esse assunto.

 

Veja também