(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Brasil está na lista feita pelo portal Target Map como um dos países com "mulheres mais fáceis de se

Polêmica

9 NOV 2013
Schimene Weber
13h40min
Divulgação

O portal Target Map, em outubro, publicou uma "lista" mundial que envolve estatísticas sobre a dificuldade de se conseguir sexo com mulheres de diversas nacionalidades. Nessa lista, as mulheres brasileiras foram consideradas como umas das mais "fáceis para se conseguir sexo", juntamente com as mexicanas, colombianas, polonesas, russas, chinesas e sul-africanas.

Acima do Brasil, foram classificadas como "muito fáceis para se conseguir sexo" as peruanas, bolivianas, tailandesas e mulheres de diversos países africanos, como Gana, Angola, Camarões e Moçambique.

A maior parte das europeias foram consideradas "de dificuldade normal para se conseguir sexo", como suecas, britânicas, portuguesas, francesas, holandesas, suíças e alemãs. Outras nacionalidades como americanas, canadenses, australianas, chilenas, indianas, japonesas e sul-coreanas foram enquadradas no mesmo escalão.

Maior grau de dificuldade - Como "mulheres difíceis para se conseguir sexo" apareceram espanholas, italianas, argentinas, norte-coreanas e outras de países islâmicos, como turcas, líbias, afegãs e paquistanesas.

Segundo o site, as "mulheres muito difíceis para se conseguir sexo" são naturais de países árabes, como Egito, Arábia Saudita, Irã, Síria e Iraque, além do Sri Lanka, nação localizada próxima à Índia.

Como fontes para o ranking são citados os escritores americanos Nicholas Jack e Daryush Valizadeh, mais conhecido como "Roosh V", que escreveram livros sobre "como seduzir mulheres ao redor do mundo".

Veja também