TJMS
re9
(67) 99826-0686

Missa de um mês pela morte Montanger será celebrada em Canindé

Segundo organizador, ator será imortalizado como uma pessoa da região

14 OUT 2016
O Globo
09h19min
Foto: Reprodução

A partir das 18 horas desta sexta-feira (14) será celebrada na Igreja Nossa Senhora da Conceição em Canindé do São Francisco (SE), a missa de um mês pela morte do ator Domingos Montagner. O ator morreu afogado após ser arrastado pela correnteza do Rio São Francisco no dia 15 de setembro.

Segundo Genilson Aragão, um dos organizadores da celebração, a missa é uma forma de homenagear o legado deixado por Domingos. “Hoje para os Ribeirinhos ele é como se fosse uma pessoa daqui. Já que seus personagens remontaram os costumes e as tradições do povo dessa região. Ele vai ser imortalizado como uma pessoa querida de Canindé do São Francisco”.

Investigação

Faltando apenas um dia para completar um mês da morte de Montagner o inquérito que apura os detalhes do que  ocorreu com ele ainda não foi concluído.

A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) informou que nesta sexta-feira (14), o relatório com as informações do Instituto Médico Legal (IML) será enviado para a delegacia de Canindé. Ainda segundo a SSP, o inquérito da Polícia Criminalista ainda não tem data para ser finalizado.

O delegado Antônio Francisco, responsável pelo caso, disse que o fechamento do seu trabalho aguarda esses dois relatórios. “Ainda preciso analisar esse material para concluir o inquérito e isso deve demorar pelo menos mais uns oito ou dez dias”.

Como foi o acidente

Montagner morreu na tarde do dia 15 de setembro após desaparecer nas águas do Rio São Francisco, onde foi arrastado pela correnteza. O ator tinha 54 anos e interpretava Santo em "Velho Chico", novela da TV Globo.

Ele havia gravado cenas da novela na parte da manhã. Após o término da gravação, almoçou e, em seguida, foi tomar um banho de rio, acompanhado da atriz Camila Pitanga. Durante o mergulho, não voltou à superfície. Camila avisou a produção, que iniciou imediatamente a procura pelo ator.

A atriz descreveu o acidente para a polícia. Segundo ela, os dois foram até uma pedra e mergulharam no rio. Depois, ela notou que havia muita correnteza e avisou Domingos. Eles nadaram de volta para a pedra, Camila chegou primeiro e tentou duas vezes segurar na mão do ator. Mas a correnteza o arrastou.

Segundo o delegado, os atores queriam mergulhar em um local mais tranquilo. “Eles acharam que era seguro, mas, na verdade, era um dos mais perigosos para o banho. Esta é uma parte do rio em Canindé que não é comum ser utilizada pelos banhistas”, afirmou.

O corpo foi encontrado a 18 metros de profundidade e a 320 metros da margem do rio. A causa da morte foi asfixia mecânica provocada por afogamento.

 

Veja também