Nilson Pugatti
SElviria Dezembro
(67) 99826-0686
Camara municipal

Pastoral Carcerária arrecada panetones e refrigerantes para internos de Campo Grande

Cerimônia será ainda mais especial por reunir familiares dos presidiários que moram nas imediações do Complexo de Segurança Máxima

7 DEZ 2018
Da redação / Assessoria
14h32min
Foto: Arquivo / TopMídia

De 11 a 23 de dezembro, a Arquidiocese de Campo Grande, por meio da Pastoral Carcerária, irá realizar 20 celebrações natalinas em 11 presídios instalados na capital. No dia 23, a cerimônia será ainda mais especial por reunir familiares dos presidiários que moram nas imediações do Complexo de Segurança Máxima.

Após cada celebração, será realizada uma pequena confraternização com panetones e refrigerantes. Para tanto, a Pastoral Carcerária precisa arrecadar 250 panetones e 200 refrigerantes de dois litros, que podem ser entregues diretamente na recepção da Cúria Metropolitana, localizada na Rua Amando de Oliveira, 448, Bairro Amambaí, logo atrás do Santuário Estadual Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

A Pastoral Carcerária está instalada em Campo Grande há mais de 30 anos e presta assistência religiosa aos presídios, com trabalho de evangelização e promoção social. Na dimensão da evangelização, 45 agentes voluntários, organizados em pequenas equipes, visitam semanalmente todas as unidades penitenciárias de Campo Grande.

“Procuramos levar a boa nova de Jesus Cristo, através da acolhida e da oração, desprovida de qualquer julgamento ou preconceito. Promovemos o resgate da autoestima e da dignidade humana, afinal eles estão privados de sua liberdade, mas não de seus direitos constitucionais”, ressalta o padre Alex Messias, assessor eclesiástico da Pastoral Carcerária.

Na dimensão social, a Pastoral articula parcerias com iniciativas públicas e privadas que vão desde o acompanhamento dos internos que não possuem advogado, através de profissionais voluntários, acompanhando junto à Defensoria Pública, ou mesmo na realização de oficinas de trabalho, no intento de oferecer uma oportunidade de aprendizado, que pode se tornar uma profissão quando o interno estiver em liberdade.

“A Pastoral Carcerária antecipa seus agradecimentos a todas as pessoas que contribuirão com as doações de panetones e refrigerantes, bem como reitera seu desejo de contribuir no processo de ressocialização da população carcerária de Campo Grande, que atualmente ultrapassa 8 mil pessoas, que cumprem pena nos regimes fechado, aberto, semiaberto e monitoramento eletrônico,” finaliza o padre. Mais informações no (67) 3320-2800, em horário comercial.

Veja também