(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Situação dos parentes de vítimas do incêndio na boate Kiss será tema de audiência

Quase um ano

20 NOV 2013
Redação
12h59min
"Familiares se sentem abandonados pelo poder público", diz Paulo Paim. Foto: José Cruz/Agência Senado

As consequências do incêndio da boate Kiss – tragédia que resultou na morte de 241 pessoas em janeiro deste ano – serão tema de debate na Comissão de Direitos Humanos (CDH). O requerimento, do senador Paulo Paim (PT-RS), foi aprovado na manhã desta quarta-feira (20).

Segundo ele, passados dez meses do acidente, os familiares das vítimas estão se sentindo abandonados pelo poder público e querem ser ouvidos.

"Eles precisam falar o que está acontecendo para que possamos apoiar. Há casais, por exemplo, que perderam todos seus filhos e precisam, inclusive de apoio psicológico. Os familiares entendem que aqui na Comissão de Direitos Humanos do Senado seria melhor espaço para dialogar com o governo", afirmou Paim.


Além de parentes de feridos e mortos na tragédia, serão convidados representantes dos ministérios da Saúde, da Justiça, do Ministério Público e da Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

Fonte: Agência Senado

Veja também