RACIONAIS
CAPITAL
(67) 99826-0686

Polêmica: Mandala chega às redes sociais na Capital e divide opiniões com promessa de lucro fácil

Se for caracterizada como pirâmide financeira, a prática é crime contra economia popular

9 JAN 2017
Thiago de Souza
15h05min
internauta usa a ironia para mostrar risco da Mandala

Poucas horas após ser anunciada em Campo Grande, a 'Mandala', sistema semelhante a uma pirâmide financeira já criou polêmica na cidade e divide opiniões sobre a prática que promete aos adeptos ganhos de até R$ 800, com investimento de apenas R$ 100. A divulgação dessa 'corrente' chegou a ser proibida em um grande grupo do Facebook.  

O sistema consiste em uma pessoa pagar R$ 100. A partir de então, assim que ela indica outras pessoas para investir também R$ 100, ela sobe de nível hierárquico e vai obtendo ganhos maiores, conforme mais pessoas vão entrando no sistema.  Se formarem um grupo de oito pessoas, assim que ela conseguir as oito pessoas, ela fatura os R$ 800,00. Porém, quem estiver nas últimas posições, se deixar de pagar, rompe com a pirâmide ou a mandala deixando os demais no prejuízo. 

O nome 'Mandala' simplesmente foi dado para agregar à prática um discurso espiritualizado e de empoderamento feminino, na qual mulheres ajudam umas as outras em busca do sucesso na vida profissional.       

Os primeiros anúncios da Mandala ocorreram no grupo do Facebook ''Comércio Delas''. Alí uma participante anuncia aos demais a 'ótima' oportunidade de ganho. Uma das mulheres membros do grupo postou: 'Mandala é uma ótima oportunidade de renda extra com apenas uma conta bancária (para que as pessoas possam depositar para você) e um 'whats' (para acompanhar o grupo da mandala'). Em seguida, a mensagem diz que há opções para todos os 'tipos de bolsos'. ''E se está sem dinheiro, não se preocupe, porque tem diversos valores de investimentos...tenho essa que investe R$ 50 e o retorno de R$ 400,00",explicou. 

A mensagem traz ainda inúmeras possibilidades de investimentos, como a de R$ 100 e a de R$ 125, que supostamente trariam lucro de R$ 800 e R$ 1 mil, respectivamente. Porém, nos comentários dessa postagem, apareceu quem sugerisse investimento mínimo de apenas 25 reais. Em menos de 20 minutos, cerca de 22 pessoas apoiavam e ofereciam a Mandala. 

Porém, uma das administradoras do grupo, que reúne cerca de 197 mil membros, cuja maioria esmagadora é de mulheres, proibiu a divulgação desse tipo de 'oportunidades no grupo'. No embalo, outra participante do Comércio Delas postou um vídeo de uma reportagem de TV que orienta sobre os riscos de adentrar em um sistema de pirâmide como a Mandala. Outra usuária também comentou e esclareceu:''é ilegal tá gente''. 

De forma irônica, um dos participantes mostrou, em uma foto postada, os motivos pelos quais é arriscado investir em uma Mandala. Ele escreveu: ''Manda-lá meus R$ 800,00 seus bocó'' e em seguida trouxe a explicação. 

A Mandala, se caracterizada como pirâmide financeira é crime contra a economia popular, conforme a legislação, assim como a agiotagem. Em outras regiões do País, o sistema conhecido como Mandala já é alvo de investigação por parte do Ministério Público. 


 

 

Veja também