(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Venezuela condena espionagem dos EUA e mantém as relações “congeladas”

EUA

5 NOV 2013
Agência Brasil
09h24min

A Venezuela condenou hoje (5) as ações de espionagem dos Estados Unidos ao país e informou que manterá congeladas as conversas para restaurar as relações diplomáticas bilaterais devido à ingerência norte-americana. "É inaceitável que nos espiem, a nós e a qualquer governo do mundo.

No último domingo (3), o jornal norte-americano New York Times, revelou que, em 2007, a Venezuela fazia parte de uma lista de "alvos permanentes" de espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos. Teriam sido monitoradas as contas de e-mail de funcionários do Ministério das Finanças da Venezuela e de outras autoridade econômicas do país, segundo a publicação.

Citando um relatório oficial compilado pelo ex-consultor contratado para prestar serviço à NSA, Edward Snowden, o jornal informou que a NSA também espionou a China, Coreia do Norte, o Iraque, Irã e a Rússia.

Veja também