(67) 99826-0686

Palhaço mais conhecido da Capital, Bixiga morreu deixando o Centro órfão de alegria

Quem nunca recebeu uma balinha dele quando se negava a comprar uma escultura de balão?

13 NOV 2017
Liziane Berrocal
08h35min

Um dos personagens mais queridos do Centro de Campo Grande agora não vai mais levar seu sorriso nem oferecer “um docinho” para quem dizia não para suas esculturas de balão, que sempre eram em forma de cachorrinho. Calixto Rodrigues, mais conhecido como Palhaço Bixiga, morreu na tarde de ontem (12) na Santa Casa após um infarto fulminante. 

Aos 49 anos, Bixiga tinha duas décadas atuando como palhaço, depois de trabalhar como vendedor pelas ruas do Centro. Em 2014, ele tentou ser deputado estadual, mas não conseguiu, recebendo apenas 200 votos. 

Nas redes sociais, comerciantes, vendedores e amigos do palhaço lamentaram sua morte. “Uma pena, ele participou da primeira festinha das crianças aqui do condomínio”, relembrou Ana Flores de Souza. 

O comerciante e líder comunitário Celso Paulo também lamenta. “Bixiga foi o primeiro palhaço a ficar muito conhecido no Centro de Campo Grande, se aproveitando desta popularidade muitos partidos o lançaram candidato fazendo com que seus votos ajudassem a eleger diversos candidatos pela legenda. Agora, morreu esquecido por estes”, lamentou em tom de crítica. 

Segundo as informações de familiares, Bixiga passou mal e foi levado já em parada cardiorrespiratória para a Santa Casa onde não resistiu e veio a falecer. O velório será na capela da PAX da Avenida Bandeirantes a partir das 11h e ainda não há informações sobre o sepultamento. 

 

Veja também