FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Gov presente - transparencia

Carro de diretor de presídio semiaberto é incendiado

Próximo ao local foram encontrados galão com combustível e fósforos

4 AGO 2017
Thiago de Souza
19h27min
Carro ficou bastante danificado devido ao incêndio Foto: Diário Corumbaense

O veículo Gol preto, que pertence ao diretor do presídio semiaberto de Corumbá, Domingos Sávio de Arruda, foi incendiado, na manhã desta sexta-feira (4), em Corumbá. Há suspeita que o incêndio foi criminoso, já que próximo ao carro havia um galão com combustível.

O carro estava em frente a casa dele, no bairro Popular Nova, na Cidade Branca. Domingos conta que sua esposa estacionou o veículo e foi avisada do incêndio por vizinhos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas as chamas consumiram quase todo o automóvel.

Segundo o Diário Corumbaense, Domingos Sávio assumiu a direção do semiaberto no dia 31 de janeiro deste ano, após a operação Xadrez, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) que investigou favorecimento de presos, corrupção e peculato nos presídios fechado e semiaberto de Corumbá.

Perguntado pela reportagem se o incêndio pode ter sido uma retaliação ou ameaça, o diretor, que registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil, informou que só uma investigação poderá apontar essa possibilidade.

O fato é que desde a Operação Xadrez, a Vara de Execuções Penais e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) tornaram mais rígidas as normas nos presídios, inclusive com revistas minuciosas que têm apreendido celulares, drogas e armas artesanais.

A assessoria de imprensa da Agepen informou que a Polícia Civil já investiga o caso e não pode afirmar que se trata de um atentado porque não houve nenhuma situação de ameaça envolvendo o diretor, que estava no trabalho quando ocorreu o incêndio.

Veja também